A POLÍTICA – POR OSHO

Imagem

A política é uma doença e ela deve ser tratada exatamente como tal. Ela é mais perigosa do que câncer e se uma cirurgia for necessária, ela deverá ser feita. A política é basicamente suja. E não há como ser diferente porque milhares de pessoas estão desejando e aspirando a um cargo, e para consegui-lo elas naturalmente lutam, matam e fazem qualquer coisa. 
Os políticos, todos os políticos do mundo, têm muita coisa para esconder porque para conseguir a realização de sua ambição – tornar-se presidente, primeiro-ministro – eles têm que fazer tudo… Seja legal ou ilegal, moral ou imoral, não interessa. Os meios não interessam aos políticos, apenas os fins interessam. Se o fim for alcançado, então todos os meios estão certos. 
Os políticos certamente precisam ser expostos porque até onde eu posso ver, se eles forem expostos completamente, a humanidade, pela primeira vez, será capaz de se livrar da política. 
Esta é a situação em todo o mundo; é como as coisas funcionam. O povo só vê a aparência; ele não vê o que existe por dentro das coisas. 
Eu realmente quero expor todo tipo de política. Eu não estou preocupado com os políticos, mas com a maneira como a política funciona: ela é feia, ela é desumana, ela é bárbara. Nós deveríamos viver de uma maneira não-política. Nossos relacionamentos deveriam ser não-políticos, senão, nós não teremos relacionamentos, mas apenas nomes, rótulos, e por trás desses rótulos o conteúdo é algo diferente.

(Osho)

3 respostas em “A POLÍTICA – POR OSHO

  1. Já li outros textos de Osho que realmente admirei, mas em relação a este sou obrigada a discordar. Primeiro precisamos definir de que “política” estamos falando, já que política na tradição e filosofia grega tem o sentido de cidadania, participação. O homem enquanto zoon politikon, expressão de Aristóteles que significa animal político, ou seja, animal social, vive em sociedade e precisa dela, a menos que seja ele uma besta incapaz de sociabilidade. Entendo a política enquanto um exercício de convivência, uma procura honesta pelo melhor para nossa sociedade, comunidade, para a humanidade. Existem pessoas obcecadas por poder, status e em satisfazer seus egos, mas não precisamos desvirtuar a política por isso. É um mal uso da palavra “política”, que desvirtua todas as boas práticas que possam existir, assim “políticos” se torna sinônimo de “corruptos”, ou coisa do tipo. Passa a se classificar de “politicagem” as praticas corruptas e indevidas em serviços públicos por exemplo, e a “política” se torna um assunto desinteressante, como que se falar sobre isso fosse falar sobre crimes, corrupções, roubos, e não são necessariamente a mesma coisa. A Política é importante, todos os cidadãos deveriam se interessar, conhecer seus direitos, seus deveres, discutir sobre sua comunidade e coletividade. Mas uma educação política se torna bem mais difícil quando há um consenso social de que política é ruim.

    • creio que se substituirmos política por politicagem (em referência ao mal comportamento dos profissionais políticos) no texto do Osho, você iria concordar melhor.

  2. A civilização ainda não aconteceu. É um sonho futuro. As pessoas que estão no poder – político, religioso, social – estão no poder porque a civilização ainda não aconteceu. Um mundo civilizado, um homem amadurecido não necessita de nenhuma nação. Todas essas fronteiras são falsas. Não necessita de nenhuma religião, pois todas essas teologias são simples ficções.

    As pessoas que estão por milhares de anos no poder – os sacerdotes, os políticos, os bilionários – possuem todos os poderes para impedir a evolução. Mas a melhor maneira de fazer isso é convencer o homem de que ele já é civilizado. Convencer o homem que ele já é um ser humano, que não necessita passar por nenhuma transformação, que isso é desnecessário.

    Milhões de pessoas morreram acreditando que a civilização já aconteceu. Assim a primeira coisa que quero que vocês compreendam é que ainda somos bárbaros, não seres humanos, pois somente bárbaros podem fazer o que estivemos fazendo por milhares de anos.

    – Osho, em “Sermons in Stones” # 26 –

Deixe um comentário

Faça o login usando um destes métodos para comentar:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair /  Alterar )

Foto do Google

Você está comentando utilizando sua conta Google. Sair /  Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair /  Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair /  Alterar )

Conectando a %s