Os Desafios de Sensitivos ou Empatas – Como a Meditação Pode Ajudar

10339715_739439356173679_2699507433789598363_n

Sensitivos (ou empatas) são pessoas que, desde a infância, percebem intensamente e são bastante afetados pela energia e o humor do ambiente e das pessoas que as cercam.

Apesar de todo ser humano ser sensível, os empatas são “esponjas emocionais”. Parecem não ter o filtro que outras pessoas têm para bloquear estímulos excessivos. Nem sempre desenvolvem a aptidão para lidar com tais emoções e sentimentos. Tendem a ficar confusos e não distinguir entre sentimentos e sensações próprios e dos outros ou do ambiente. Para se protegerem, podem se tornar distantes ou frios e rígidos, ou se envolverem em comportamentos de adição que desligam e entorpecerem os sentidos, emoções e pensamentos. Ou ainda podem se tornar ansiosos.

As práticas meditativas oferecem ao sensitivo um caminho de maior contato com a realidade imediata e o momento presente, permitindo a ele acessar um espaço de serenidade, discernimento e maior autonomia, liberdade de escolha e governabilidade do mundo interior. Permitem ainda uma limpeza dos excessos emocionais clareza para distinguir entre o que é próprio e o que é do outro ou do ambiente. É um caminho para o autoconhecimento e saúde mental e emocional.

Para o sensitivo que tem tanto acesso a informações e sentimentos dos outros, a ética, o respeito, o discernimento e uso compassivo e correto do mundo do outro é prioridade. Também nesse aspecto mais consciência e contato com a própria humanidade é fundamental.

Cada um de nós, à sua maneira, tem a capacidade nata à empatia, à sensibilidade e à colaboração. Com o estilo de vida frenético da nossa sociedade, o excesso de estímulos, cobranças e medos devemos e podemos criar recursos para mais serenidade, autoconhecimento e reconhecimento das nossas emoções e limites, a fim de fazer melhores escolhas e adotar hábitos de autocuidado e conexão ainda mais saudável, amorosa e compassiva com os outros e o mundo que nos cerca.

Podemos preservar nossa sensibilidade sem que ela nos sobrecarregue ou esmague, mas nos faça florescer.

 

Ana Paula Figueira de Mello –  Terapeuta.

Registros Akáshicos, o que significa e como se conectar à esta Fonte.

1267

 

Registros Akáshicos (Akasha é uma palavra em sânscrito que significa “céu”, “espaço” ou “éter”), segundo o hinduísmo e diversas correntes místicas, são um conjunto de conhecimentos armazenados misticamente no éter, que abrange tudo o que ocorre, ocorreu e ocorrerá no Universo.

O Akasha é uma biblioteca de ações de cada alma, pensamentos e emoções que tiveram um lugar no planeta Terra e em outros sistemas planetários. Todos os eventos de pequeno ou grande porte são permanentemente gravados na grade eletromagnética do planeta e do cosmos.

Todo mundo tem a habilidade de se conectar com a fonte primordial como um ‘detentor de registro espiritual’ e é capaz de chamar a todos seus orientadores multi-dimensionais para receber as respostas de suas própria perguntas. Você é capaz de ser seu próprio guia, psicólogo, guru espiritual e professor. Sempre que você tem uma situação problemática ou um desentendimento com um indivíduo, esses incidentes ocorreram antes em outro tempo e lugar.

Se você tem perguntas para um problema ou situação, existem várias portas para escolher com muitas soluções variáveis. A porta A tem uma resposta, a porta B tem outra, e assim por diante. Se acontecer de você escolher a porta errada, o problema vai surgir novamente.

Escolhendo a porta correta conecta-se realmente com o que há de melhor para todos e não apenas para você. Essa escolha cria harmonia, beleza, paz e cura para todos os envolvidos.

Os Registros Akáshicos estão disponíveis para todos. Algumas das respostas não serão do seu agrado. No entanto, elas vão conter a energia da “verdade” de quem você realmente é e o que supostamente sejam seus aprendizados. Quando os seus guias sentirem que você está pronto para continuar por si próprio, você terá permissão para acessar seus registros quando você tiver a “necessidade de saber” outras informações. Isso geralmente se realiza sem canalização de transe e quando você está pleno de consciência, desperto e alerta.

É muito importante estar bem enraizado para receber e manter as frequências que vem de dentro. Esta é a razão pela qual deve se estar ligado a natureza para ter um bom aterramento. Caso contrário, você pode sentir tonturas ou mal estar e seu corpo pode não ser capaz de manter a vibração por muito tempo e suas respostas parecerem pouco claras.

As informações dos Registros Akáshicos só será dada a uma pessoa quando ela está sendo usada para curar a si mesma e sua parcela do planeta. As informações podem vir a você da mesma maneira quando você está meditando ou canalizando. Você pode ver imagens holográficas ou simbólicas, ouvir sons, começar a escrever, ou apenas de repente “saber” a resposta.

Os Registros Akáshicos não devem ser usados para adivinhações ou recordações de vidas passadas como um divertimento. Eles são muito sagrados e são protegidos por seres de luz em sentinela. Você não vai ter acesso a todos os registros a menos que tenha integridade e disciplina em seus hábitos diários e pensamentos. No entanto, você vai continuar a ser ajudado, abençoado, honrado e guiado pelos reinos dos espíritos em sua mais alta manifestação.

 

Via: Oculto Revelado – A Verdade