A ENERGIA TRANSFORMADORA DOS CHAKRAS

chackras

O que são os chakras e para que servem.

O Sistema de Chakras tem origem nas antigas tradições da Índia.

Antigos textos da literatura iogue da Índia discorrem sobre a existência de centros de energia no interior do nosso corpo sutil. As informações contidas nesse legado histórico nomeia esses centros de energia como “chakras” – palavra que em sânscrito significa “círculo”, representando os chakras como vórtices rodopiantes de energias sutis.

Os primeiros registros escritos foram encontrados em antigas escrituras hindus, cujas datas são estimadas por volta de 600 a.C. É muito provável que esse conhecimento tenha sido transmitido oralmente, passando de geração em geração, muito tempo antes de ser registrado, embora não haja informações precisas nem uma estimativa do início dessa possível ocorrência.

Com o desenvolvimento de tecnologias de energia sutil, capazes de detectar a presença e mensurar as funções dos campos energéticos, os cientistas ocidentais começaram a validar a existência dessas estruturas, buscando compreender seus mecanismos de ação. Anteriormente, os chakras e os meridianos eram tidos como fruto da ingenuidade de pensadores orientais primitivos e ingênuos.

A energia superior é usada para benefício do corpo humano.

Os chakras são estruturas do corpo sutil envolvidas na captação e na transmutação das energias superiores, de forma que possa ser aproveitada pelo corpo humano.

Observados pelo ponto de vista fisiológico, os chakras parecem estar envolvidos com o fluxo dessas energias superiores para as estruturas celulares do corpo físico através de canais específicos de energia sutil.

Para proporcionar o aproveitamento dessa energia, os centros de energia  atuam como se fossem transformadores de energia. Desta maneira, reduzem a forma e a frequência da energia captada para adequá-las ao nível de energia imediatamente inferior. Em seguida, ela é traduzida em alterações hormonais, fisiológicas e, finalmente, celulares por todo o corpo.

Os sete chakras principais.

Existe um consenso que define sete grandes chakras principais associados ao corpo físico.

Do ponto de vista anatômico, cada grande chakra está associado a um grande plexo nervoso e a uma glândula endócrina. Os grandes chakras estão situados numa linha vertical que sobe da base da espinha até a cabeça.

O mais baixo, chamado de chakra raiz, fica perto do cóccix.

O segundo chakra, chamado de chakra sacral ou esplênico, situa-se ou logo abaixo do umbigo ou próximo ao baço. Estes dois chakras são considerados distintos em algumas escolas de pensamento esotérico.

O terceiro chakra, o chakra do plexo solar, fica situado na metade superior do abdômen, abaixo da ponta do esterno.

O quarto, conhecido como chakra do coração, pode ser encontrado na parte média do esterno, diretamente sobre o coração ou o timo.

O quinto chakra, que é o chakra da garganta, está localizado no pescoço, próximo ao pomo de Adão, ficando diretamente sobre a tireoide e a laringe.

O sexto chakra, o chakra da testa, situa-se na parte média da fronte, ligeiramente acima do cavalete do nariz.

O sétimo chakra, o chakra  está localizado no alto da cabeça.

O sistema de energia possui diversos chakras secundários.

Existe menção, em alguns textos esotéricos, quanto à existência de doze grandes chakras. Além dos sete acima mencionados, existem dois na palma das mãos, dois na sola dos pés, e um associado à medula espinhal e ao mesencéfalo.

Além dos grandes chakras principais, existem também numerosos chakras secundários associados às principais articulações do corpo, tais como os joelhos, os tornozelos, os cotovelos, etc. Estima-se que, entre todos os chakras principais e os secundários, pode haver cerca de 360 chakras atuando no corpo humano.

Cada um dos sete grandes chakras, além de suas funções no equilíbrio do organismo físico, está também associado a um certo tipo de capacidade de percepção psíquica, conferindo-lhes a função de ser uma espécie de órgão sutil de percepção.

Por: José Batista de Carvalho

OS BENEFÍCIOS DO ALINHAMENTO ENERGÉTICO

 

Imagem

Você já experimentou a sensação de estar desalinhado, deslocado, sem sintonia com os acontecimentos? Tenho certeza que sim! A sensação de ‘desalinhamento energético’ pode ser experimentada como náusea, sonolência e até vertigem, mas o mais importante é que quando estamos em desalinhamento não conseguimos alcançar nossas metas. Imaginem o que acontece com um instrumento de orquestra que não está afinado. Apesar dos esforços de seu intérprete, a música produzida resultará fora de sintonia com o restante da orquestra e poderá prejudicar a inteira obra executada! Quem já foi assistir a um concerto de música clássica, percebeu a importância do afinamento dos instrumentos que geralmente é fornecido pelo primeiro violino antes do início da execução. Todos os outros instrumentos são afinados com a primeira nota musical fornecida pelo primeiro violino e que serve de sintonia para a inteira orquestra. A sinfonia celestial tem um afinamento similar e depende de cada um de nos manter essa sintonia. 

Porém, ao longo da vida, experimentamos vários períodos de desafinamento. Nos sentimos ‘fora de sintonia’ mais ou menos como um rádio que não consegue sintonizar adequadamente nenhuma estação e não nos permite ouvir o programa desejado. Como podemos ouvir o que uma determinada estação está transmitindo? E ainda, como podemos compreender a mensagem do Criador se não estamos afinados com a energia que ele nos envia através do Cosmo infinito? Como podemos ser um instrumento afinado, se não conseguimos nos sintonizar com a nota correta para tocar a Sinfonia dos Planetas? Uma só nota desafinada, desafina todo o sistema planetário e é certamente essa falta de sintonia que afeta o planeta Terra nesse período de transformações sociais e que, consequentemente, causa tanta violência, tanta maldade, tantas catástrofes e tanta infelicidade! 

Mas, você dirá, como eu, tão pequenino, ínfima poeira de estrelas, posso fazer a diferença nesta grande sinfonia? Quem ouvirá se eu estou desafinando? 
Caro leitor, cada instrumento da orquestra tem sua importância. Não existe o pequeno ou o grande, especialmente em tamanho. Todos os instrumentos de Deus são importantes, e você também! 

Segundo os cabalistas, antes do início de tudo, existe o Ain Soph, ou Luz Infinita, e antes ainda o Nada infinito. Através do Ain Soph, a vibração da Luz começa a ficar mais densa para poder chegar até nós e a se manifestar em nossa dimensão densa. Ao longo do caminho dessa materialização, a Luz pode ser interrompida e bloqueada e encontrar obstáculos que irão impedir a materialização de nossos objetivos de vida. A área afetada pelo bloqueio será aquela que originalmente iniciou a descida da Luz. Por exemplo, se na origem, seu desejo foi de ordem afetivo e sentimental, será esse o campo afetado pelo bloqueio. Então, seus relacionamentos se tornam desarmônicos e infelizes. Consequentemente, surgem as desavenças, as discussões e as brigas e até mesmo as separações entre os entes queridos. Se na origem, suas iniciativas visavam o campo material ou financeiro, essa será a área afetada pelo bloqueio e onde surgirão os seus problemas maiores. 

Agora você vai perguntar: vou conseguir afinar sozinho minha energia? Ou vou precisar de ajuda? Muitas vezes, as pessoas conseguem esse realinhamento sozinhas, através de práticas como a meditação, o alinhamento de chacras, a yoga, Tai Chi, a oração e outras práticas espirituais. Porém, muitas vezes precisaremos recorrer à ajuda de um profissional, de um terapeuta. Como tudo o que existe no universo é energia manifestada, as pessoas que conseguem se tornar instrumentos de intermediação para a canalização da energia do Divino se tornam úteis para essa finalidade. Quem manipula essa energia se torna ‘mago’ (ou sacerdote, sacerdotisa, bruxa etc.) pois devemos considerar que a magia é a arte de manifestar no campo físico algo que existe no campo astral. Para esse fim são usadas varias técnicas, com cerimoniais e orações, de forma a criarem egrégoras capazes de intervir no campo astral e se manifestar posteriormente no campo físico. Eu creio que no Brasil as magias mais difundidas sejam aquelas relacionadas com a religião da Umbanda e do Candomblé. Porém, devemos considerar que até mesmo uma cerimonia como a Santa Missa Católica é uma cerimônia mágica! 

Eu tenho me aprofundado cada vez mais no atendimento com a Mesa Radiônica e em outras técnicas de radiestesia. Com esse instrumento, posso ajudar a pessoa a encontrar o alinhamento ideal com a vibração da Luz que a ajudará a realizar o seu desejo na matéria. Se com a astrologia posso fazer o diagnóstico, com a radiestesia posso induzir a cura! Explico: o operador de mesa radiônica funciona como um bio-terapeuta, pois, da mesma maneira que um técnico que com seus instrumentos mede a sintonia fina de seu instrumento musical (ou de seu radio ou TV, por exemplo) e a conserta no afinamento ideal, o bio-terapeuta promove um alinhamento energético ideal na sintonia da pessoa, corrigindo as falhas da sintonia energética desequilibrada, e pode através dos gráficos da geometria sagrada e do disco das cores divinas, restabelecer o afinamento necessário para a realização do desejo (criação da egrégora) e de sua posterior manifestação no campo físico. 

Muitos me perguntam: o que é a Mesa Radiônica? A Mesa consiste num painel que possui vários desenhos e gráficos baseados na geometria sagrada. Sua finalidade é criar egrégoras que possam medir, corrigir e interferir no alinhamento energético da pessoa, reestabelecendo sua energia ideal. A consulta pode ser presencial ou à distância. Existe, porém, sempre haverá a necessidade de um testemunho da pessoa, ou seja, de um campo energético que possa criar um elo de ligação entre o terapeuta, o consultado e o Divino. A data de nascimento, assim como uma foto, são necessários para uma consulta à distância que pode ser feita via Skype. Para as vibrações dos gráficos de radiestesia, pode ser necessário fornecer algo mais, como por exemplo, um cabelo ou uma unha que forneça o DNA da pessoa. Nos gráficos, são colocados os pedidos pessoais que devem ser vibrados diariamente com o pêndulo para a criação da egrégora. Aos poucos, a egrégora cria a manifestação do pedido na vibração terrena. 

Caro leitor, Ele, o Criador, nos pede que estejamos em sintonia com as vibrações do Cosmo para que não sejamos instrumentos de desafino na grande Sinfonia Cósmica! Se quisermos viver felizes, prósperos e realizados, precisamos manter sempre esse alinhamento entre o campo material e o campo astral. Evitaríamos muito sofrimento, muitas doenças e muita infelicidade! Aproveitem para afinar seu instrumento! 

Por: Graziella Marraccini

Saiba mais: https://omundodegaya.wordpress.com/misttico/