GRANDE ESPÍRITO

Image

Oh! Grande Espírito, que criou tudo antes e que reside em cada objeto, em cada pessoa e em todos os lugares, nós acreditamos em Ti. Nós Te invocamos dos mais distantes lugares para nossa presente consciência. 

Oh! Grande Espírito do Norte, que dá asas às águas do ar e rola a grossa tempestade de neve antes de Ti. Tu, que cobres a Terra com um brilhante tapete de cristal, principalmente onde a profunda tranquilidade de cada som é maravilhosa. Tempera-nos com a força para permanecermos como parte da nevasca; sim, faça-nos agradecidos pela beleza que flui e se aprofunda sobre a quente Terra em seu despertar. 

Oh! Grande Espírito do Leste, a Terra do Sol Nascente. Tu que seguras em Tua mão direita os anos de nossas vidas e em Tua mão esquerda as oportunidades de cada dia. Sustenta-nos para que não esqueçamos nossas oportunidades, nem percamos em preguiça as esperanças de cada dia e as esperanças de todos os anos. 

Oh! Grande Espírito do Sul, cujo quente hálito de compaixão derrete o gelo que circunda nossos corações, cuja fragrância fala de distantes dias de primaveras e verões, dissolve nossos medos, transmuta nossas aversões, acenda nosso amor em chamas de verdade e existentes realidades. Ensina-nos que aquele que é forte é também gentil; que aquele que é sábio tempera justiça com piedade; e aquele que é um verdadeiro guerreiro combina coragem com compaixão. 

Oh! Grande Espírito do Oeste, a Terra do Sol poente, com Tuas elevadas e livres montanhas, profundas e extensas pradarias, abençoa-nos com a sabedoria da paz que segue a contenção e a liberdade de quem vive como túnica flutuante nas asas da vida bem – disciplinada. Ensina-nos que o fim é melhor que o começo e que o por do sol não glorifica nada em vão. 

Oh! Grande Espírito dos Céus, em dias de infinito azul e misturado às infindáveis estrelas da noite de cada estação, lembra-nos o quanto és imenso e bonito e majestoso além de todo o nosso conhecimento ou saber, mas que também não estás tão longe de nós, quanto o mais alto de nossas cabeças ou o mais baixo de nosso olhos. 

Oh! Grande Espírito da Mãe Terra sob nossos pés; Mestra dos metais; Germinadora das sementes e Celeiro de ocultos recursos da Terra, ajuda-nos a dar graças incessantemente pela Tua presente generosidade. 

Oh! Grande Espírito de nossas almas, que ardes há tempos em nosso corações e em nossas profundas aspirações, fala-nos agora e sempre de tudo que precisamos saber sobre a grandeza e bondade de Teus presentes para a vida, para sermos orgulhosos do inestimável privilégio de viver. 

1996 Noel Knockwood, B.A. Elder 

A GRANDE OBRA

Imagem

A GRANDE OBRA (The Great Workmanship ou simplesmente The Great Work) é uma das denominações místicas mais usadas nos escritos das Ordens e Fraternidades Esotéricas e Iniciáticas que operam em planetas da Terceira Dimensão, como a Terra. Em conversas sobre Misticismo e sobre Ocultismo, em palestras públicas e privadas e nos sites e grupos de discussão da Internet que se apresentam como esotéricos são constantemente feitas referencias à Grande Obra. Entretanto, se alguém perguntar aos envolvidos nessas atividades interativas, físicas e virtuais, o que significa exatamente e em que consiste a Grande Obra provavelmente muitos, talvez mesmo a maioria, simplesmente não saberão o que dizer. É mais ou menos como falar de Deus: praticamente ninguém sabe dizer precisamente o que é e do que se trata, tanto que existe aquela famosa passagem em que o Buda dá três respostas diferentes para essa questão, respondendo a três pessoas diferentes: “Sim, existe”, “Não, não existe”, “Descubra você mesmo”. Isto se aplica igualmente à Grande Obra, mas existe uma diferença: os que realmente trabalham nela e para ela poderão pelo menos falar com conhecimento de causa. Agora, no limiar da Nova Era Mental, é apropriado falar um pouco sobre a Grande Obra, para que todos, através dessa fantástica mídia que é a Internet, possam dela ter uma idéia mais clara.

Inicialmente, para delinear um contorno superficial da Grande Obra, capaz de ser compreendido por qualquer um, pode-se dizer que ela é o conjunto do trabalho de todos os buscadores em harmonização com a Mente Cósmica, que produz estes e é por eles composta, na operosidade interativa que gera a Evolução Universal. Esta é como uma imensurável pirâmide de pura luz que estivesse (como de fato está) sendo erguida no Cósmico – dentro e fora do Tempo – através das Eras e fora delas, por um exército incontável de trabalhadores bem intencionados, que são os soldados da Sabedoria Sideral. Este é um exército que não se dedica a combates nem trava lutas, armado unicamente de amor, piedade, compaixão e solidariedade. Seu objetivo é produzir crescente harmonia, para que a Evolução Universal possa se processar de maneira cada vez mais homogênea. São usadas as antiarmas, armas da antiluta. Uma das características da Dualidade é o incessante apelo ao embate para definir um vencedor, um vitorioso. Essa aparente glória é na verdade o oposto da verdadeira glória, que é o resplendor da paz e da harmonia, do equilíbrio e da elevação no contexto da Mente Cósmica. De um lado o apelo ao embate desemboca no cenário dos Senhores da Guerra que fazem da Terra um inferno de horrores e do outro a não-violência conduz à seara dos Mestres – e tem-se ai, constituído, o Governo Oculto do Mundo, que dirige os rumos da vida sobre a face da Terra. É no meio de tal conflito que trabalham os operários terrestres empenhados na Grande Obra.

 

Pelo Rev. Illuminatus Frater Velado, 7Ph.D.

Irmão Leigo da Ordem Rosacruz

Dirigente da Ordo Illuminati Ægyptorum – (Illuminates of Kemet)

 

Saiba mais: https://omundodegaya.wordpress.com/misttico/