ANO NOVO, VIDA NOVA

Imagem

Toda mudança de ano nos traz a oportunidade de zerar o passado e recomeçar com novas forças e esperanças. Como num Rito de Passagem, este é um momento em que podemos nos reciclar, estabelecer novas metas e transformar a nossa vida. E o conhecimento da Lei da Atração pode ajudá-lo a projetar os seus desejos ao Universo, para que você atraia uma vida verdadeiramente nova. 

São três as etapas de mudança:

1ª – Encerre de verdade o ano que passou

Reserve algumas horas para se isolar e pensar em sua vida nos doze meses passados. Faça um balanço geral dos acontecimentos e busque extrair suas lições: onde você errou, onde você acertou. Mas, principalmente, o que aprendeu com as suas experiências. 

Tenha cuidado com os padrões de pensamento que você estabelece nessa reavaliação, pois se você conclui que esse namoro não deu certo, porque homem nenhum presta, você irá ficar sozinha ou atrair novas experiências do mesmo tipo, porque este é o padrão masculino que você impregnou em sua vida. 

Fique atento também para a auto-imagem que você estabelece nessa avaliação, porque se você chegar à conclusão que sou enrolada, fui incapaz de realizar as coisas que me propus fazer, com certeza irá projetar essa imagem para o ano seguinte também. Veja-se como uma pessoa capaz, em processo de aprendizado e de desenvolvimento dos seus talentos.

É fundamental que, ao rever o passado, perante situações de raiva e frustração, você sinta as emoções, mas a seguir deixe-as ir. A Lei da Atração mostra que se você cultivar a mágoa e o ressentimento -mesmo que eles tenham um motivo justo- isto irá lhe manter preso nas situações do passado ou atrair novas estórias do mesmo tipo – porque esse é o padrão que você está projetando no universo. 

Agradeça, agradeça, agradeça por todas as coisas boas que a vida lhe trouxe. 
Costumamos pensar no que nos falta, mas esse é o momento de focar a sua atenção nas muitas bençãos que já existem em sua vida e que muitas vezes se tornam invisíveis com o tempo. Olhe em volta e reconheça o que você já tem, a pessoa que é, com suas qualidades e defeitos, sempre crescendo e aprendendo; a saúde, a família, a alegria dos filhos, o lugar onde mora, o almoço de domingo, os amigos, os livros que leu, os filmes que assistiu, as coisas que aprendeu, as pequenas e grandes conquistas.

Abençoe o ano velho com tudo o que lhe trouxe, de positivo e negativo. E depois, despeça-se e entregue tudo ao universo. Feche o ciclo. Deixe o passado ir embora. Sinta-se livre e aberto para um novo ciclo. 

2º – Defina o que você quer

Se você for vago e apenas pensar eu quero coisas boas para esse ano, não estará enviando informações claras ao Universo. É fundamental que você saiba exatamente o que quer, para que as coisas sejam atraídas à sua vida. 

No 1º dia do ano (ou agora, após ler este texto), separe também algumas horas, mas agora para pensar na vida que você quer para si mesmo. Sente-se, fique em silêncio ou coloque uma música tranqüila. Busque se interiorizar e sentir o que você realmente gostaria de viver, realizar e conseguir. Tente sentir, mais do que pensar, no que realmente lhe trará felicidade e realização. Escreva tudo o que lhe vier à cabeça, sem racionalizar ou criticar. 

Agora divida a sua vida nas várias áreas que você considera importantes: Amor, Amigos, Família, Profissional, Saúde, Finanças e outras que desejar (Emocional, Espiritual, Lazer etc.). 

Então, elabore melhor o que escreveu, acrescentando detalhes e visualizando com clareza o que deseja. Insira a sua lista dos desejos nas áreas da sua vida. 

3º – Crie a Imagem dos seus sonhos

Um poderoso recurso que poderá lhe lembrar constantemente suas metas para o ano é a imagem. Ela pode atingir diretamente o seu inconsciente, plantando nele a semente dos seus desejos. E ativar a informação que você projeta ao Universo. 

Compre ou construa um painel de cortiça de tamanho médio ou grande. 
No centro dele coloque uma foto em que você está alegre, irradiando felicidade, saúde e confiança. 
No topo do painel, na posição central, coloque em letras grandes e coloridas o tema central deste ano 4: MATERIALIZO TODOS OS MEUS SONHOS.
Divida agora o painel nas várias áreas de vida que delineou. E pense: como posso criar uma imagem clara do que eu quero?

Busque fotos e recortes que representem o que você deseja, em fotografias antigas, revistas e imagens na internet. Se quiser uma casa, por exemplo, encontre uma que tenha o estilo que você gosta; você pode ainda recortar outras imagens, que mostrem uma janela com floreiras, jardins floridos, um banheiro com hidromassagem ou uma piscina. Componha uma imagem nítida da casa dos seus sonhos.
Se quiser, pode ainda colar em cada área frases com palavras-chave a alcançar. Se andar muito estressada, escreva Estou em paz com a vida ou Mantenho a paz em todas as situações.

O Painel dos Desejos é dinâmico e você pode modificá-lo durante o ano, à medida que muitos objetivos vão sendo alcançados e novos desejos surgem. 

Mantenha o painel num lugar onde você possa vê-lo continuamente. Desta forma, você está sempre mantendo em foco o que deseja e também dinamizando e realimentando a sua comunicação com o Universo que, com certeza, lhe responderá, trazendo à sua vida a materialização dos seus desejos. 

Feliz Ano Novo!

 

Por: Sonia Weil – Professora de Comunicação Social e Pesquisadora na Área de Numerologia

O CONVITE

57

Não me interessa o que você faz pra viver. Quero saber o que você deseja ardentemente, e se você se atreve a sonhar em encontrar os desejos do seu coração.

Não me interessa quantos anos você tem. Quero saber se você se arriscaria parecer que é um tolo por amor, por seus sonhos, pela aventura de estar vivo. Não me interessa que planetas estão em quadratura com a sua lua. Quero saber se você tocou o centro de sua própria tristeza, se você se tornou mais aberto por causa das traições da vida, ou se tornou murcho e fechado por medo das futuras mágoas.

Quero saber se você pode sentar-se com a dor, minha ou sua, sem se mexer para escondê-la, tentar diminuí-la ou tratá-la. Quero saber se você pode conviver com a alegria, minha ou sua, se você pode dançar loucamente e deixar que o êxtase tome conta de você dos pés à cabeça, sem a cautela de ser cuidadoso, de ser realista ou de lembrar das limitações de ser humano.

Não me interessa se a história que você está contando é verdadeira. Quero saber se você pode desapontar alguém para ser verdadeiro consigo mesmo; se você pode suportar acusações de traição e não trair sua própria alma. Quero saber se você pode ser leal, e portanto, confiável.

Quero saber se você pode ver a beleza mesmo quando o que vê não é bonito, todos os dias, e se você pode buscar a fonte de sua vida em sua presença. Quero saber se você pode conviver com o fracasso, seu e meu, e ainda postar-se à beira de um lago e gritar à lua cheia prateada: “Sim!”.

Não me interessa saber onde mora e quanto dinheiro você tem. Quero saber se você pode levantar depois de uma noite de tristeza e desespero, cansado e machucado até os ossos e fazer o que tem que ser feito para as crianças.

Não me interessa quem você é, como chegou até aqui. Quero saber se você vai se postar no meio do fogo comigo e não vai se encolher.

Não me interessa onde ou o que ou com quem você estudou. Quero saber o que o segura por dentro quando tudo o mais fracassa. Quero saber se você pode ficar só consigo mesmo e se você verdadeiramente gosta da companhia que tem nos momentos vazios.

Por: Oriah Mountain Dreamer