A DIFERENÇA ENTRE FORÇA E CORAGEM

603830_1006904019339223_1626515474858913951_n

É preciso ter força para ser firme,
mas é preciso coragem para ser gentil.

É preciso ter força para se defender,
mas é preciso coragem para baixar a guarda.

É preciso ter força para ganhar uma guerra,
mas é preciso coragem para se render.

É preciso ter força para estar certo,
mas é preciso coragem para ter dúvida.

É preciso ter força para manter-se em forma,
mas é preciso coragem para ficar de pé.

É preciso ter força para sentir a dor de um amigo,
mas é preciso coragem para sentir as próprias dores.

É preciso ter força para esconder os próprios males,
mas é preciso coragem para demonstrá-los.

É preciso ter força para suportar o abuso,
mas é preciso coragem para faze-lo parar.

É preciso ter força para ficar sozinho,
mas é preciso coragem para pedir apoio.

É preciso ter força para amar,
mas é preciso coragem para ser amado.

É preciso ter força para sobreviver,
mas é preciso coragem para viver.

Se você sente que lhe faltam a força e a coragem,
queira Deus que o mundo possa abraçá-lo hoje
com Calor e Amor !

E que o vento possa levar-lhe uma voz que lhe diz
que há um Amigo, vivendo num outro lado do Mundo,
desejando que você esteja bem.

Por: Letícia Thompson

ASSUMA O SEU CAMINHO – POR PAULO COELHO

1147

Se você está percorrendo o caminho dos seus verdadeiros sonhos, comprometa-se com ele. Não deixe a porta de saída aberta com a desculpa: “Ainda não é bem isso que eu queria.” Esta frase guarda dentro dela a semente da derrota.

Assuma seu caminho! Mesmo que precise dar passos incertos, mesmo que saiba que pode fazer melhor o que está fazendo. Se você aceitar suas possibilidades no presente, vai melhorar no futuro. Mas, se negar suas limitações, jamais se verá livre delas. Enfrente seu caminho com coragem, não tenha medo da crítica dos outros.

Paulo Coelho

POR QUE VOCÊ ESPERA TANTO DOS OUTROS ?

Imagem

Por que você espera tanto dos outros?
Por que dá tanta importância para o que eles dizem? Não ligue.
As pessoas fecham a cara hoje e amanhã abrem.
Toda vez que você recebe uma ofensa, o ofensor se sente vitorioso.
Toda vez que você rejeita uma ofensa, a energia volta para a pessoa que a ofendeu.
Ela sofre o impacto da própria energia, se arrepende do que fez e então muda.
A única maneira de se defender nesse mundo é não aceitar nenhum desaforo.
A pessoa fez desaforo? Não estou nem ligando.
Fez-me mal? Pode fazer.
Quis-me mal? Pode querer.
Assim, a gente vai deixando todo o mal lá fora, não aceita nada e não entra nada.
O que acontece?
A energia volta para a pessoa. E, dai a pouco, ela vai se sentir culpada. Então, se arrepende do que fez e vai pedir desculpas.
Mas se a pessoa é rude e indelicada e a gente se magoa com aquilo, guarda aquela energia, ela se sente vitoriosa. Na verdade, ela não está querendo ofender, mas exercer seu poder de se sentir superior. Olha para você como inferior a ela, porque você se põe de inferior. E por que você se sente inferior? Porque você parece uma lata de lixo que pega toda a porcaria que os outros mandam. Leva a sério tudo quanto é desaforo, tudo quanto é besteira. Mas se você não pega, dá de ombros e diz:
– É a pessoa que está criando essa energia ruim de antipatia e não vou pegar. Vai ter que engolir o que ela mesma está criando.
Aí, minha filha, tudo muda. Estou ensinando como se defender da briga de energia, do jogo do poder. Se você ganhar, tem que ser mais forte que o outro. Senão, você vai perder…

– Calunga

AUTO-ESTIMA

Imagem

Se um dia alguém fizer com que se quebre 
a visão bonita que você tem de si, 
com muita paciência e amor reconstrua-a. 
Assim como o artesão 
recupera a sua peça mais valiosa que caiu no chão, 
sem duvidar de que aquela é a tarefa mais importante, 
você é a sua criação mais valiosa. 
Não olhe para trás. 
Não olhe para os lados. 
Olhe somente para dentro, 
para bem dentro de você 
e faça dali o seu lugar de descanso, 
conforto e recomposição. 
Crie este universo agradável para si. 
O mundo agradecerá o seu trabalho.


Brahma Kumaris

7 HÁBITOS QUE VOCÊ PRECISA ABANDONAR SE QUISER REALIZAR SEUS SONHOS

Imagem

Hoje vamos refletir sobre outros obstáculos que nos afastam de nosso potencial, de vivermos uma vida realmente plena, onde transformaríamos nossos planos em ação e apostaríamos em nossos sonhos mais preciosos.

Veja quais deles têm atravancado seu caminho:

1. Medo do julgamento
A eterna pergunta “o que os outros vão pensar?” ainda prevalece no topo dos bloqueios. A preocupação com essa imagem idealizada nos impede até de descobrir quem somos e o que queremos de verdade.

2. E se não der certo?
Filho do medo do julgamento, o medo de errar também paralisa. Porém o mais curioso nisso é que esse medo nos cega para o seguinte fato: se não estivermos em nosso verdadeiro caminho, as coisas já estão erradas. É ou não é?

3. Procrastinação
Quando eu tiver mais dinheiro, mais tempo, quando as crianças crescerem, quando eu me aposentar… A lista é grande e esse amanhã nunca chega!

4. Perfeccionismo
Muita gente acha que o procrastinador é um “desleixado”, entretanto, na maioria das vezes, ele é mesmo um perfeccionista. Se não for perfeito, nem faço, não tento, não arrisco. E tudo vai ficando sempre para depois, um tempo imaginário onde só há perfeição.

5. Falta de presença
Não se ouvir, não saber ficar na própria companhia, não se permitir o silêncio externo para se conectar consigo é um dos principais obstáculos dessa lista. Como saber o que me apaixona? Como escolher o meu caminho? Como assumir a responsabilidade sobre minha vida, se nem estou presente?

6. Vitimização
Ver-se como vítima da própria história, das pessoas e do mundo não ajuda em nada. De verdade. Esse é um ciclo que aprisiona. Quem entra nele, mantém a crença de que só vai ser reconhecido e respeitado por suas feridas e cicatrizes. Como se permitir ser feliz alimentando um pensamento assim?

7. Dependência
Num misto entre querer a aprovação do outro e não se sentir capaz sozinho, quem cai nesse padrão não assume a própria vida. Quem alimenta a dependência teme descobrir a si mesmo e ter de arcar com as próprias escolhas.

Por: Juliana Garcia – Coach, Facilitadora Visual, Escritora e Empreendedora Criativa

Site: http://julianaggarcia.com.br/

O CARVALHO – UMA HISTÓRIA DE SUPERAÇÃO

Imagem

O carvalho é uma árvore que, quanto mais temporais e tempestades enfrenta, mais forte fica.
Suas raízes penetram mais profundamente no solo e seu caule se torna mais robusto, sendo quase impossível uma tempestade arrancá-lo, ou derrubá-lo.
Sua aparência é, muitas vezes, triste.
Por absorver as conseqüências das tempestades a robusta árvore assume uma aparência disforme como se realmente tivesse feito muita força.
Numa grande tempestade, muitas árvores são arrancadas, mas o carvalho permanece firme .
Para o carvalho, cada tempestade representa mais um desafio a ser vencido e não uma ameaça.
Nós também temos a capacidade de ser como o carvalho. Podemos, e devemos, tirar proveito das situações difíceis da nossa vida e ficar mais fortes.
Um pouco marcados, sem dúvida. Muitas vezes, com aparência abatida.
Mas fortes!!!
Com raízes bem firmes e profundas na terra.
Se você está passando por dias de grandes lutas, pense no carvalho e encare como sendo só mais uma tempestade em sua vida.
Enfrente com garra e torne-se, à cada dia, mais firme, mais forte…
Como o carvalho.

“A provação vem, não só para testar nosso valor, mas para aumentá-lo; o carvalho não é apenas testado mas enrijecido pelas tempestades.” (Friedrich Nietzsche)

A BUSCA

Imagem

Nos dias de hoje aumenta o número de pessoas que buscam a espiritualidade e a iluminação. Nunca se falou tanto em religião, em busca e caminho. Velhos mestres e seus ensinamentos são relembrados, como se ao repetir suas falas ficassem mais perto do que se procura.

É preciso parar de procurar. É necessário olhar ao redor, perceber o que passa e notar que o que se busca está logo ali, bem perto. Já estamos iluminados justamente porque nascemos iluminados. A iluminação não vem do nada, ela não aparece e nem cai do céu. Iluminação é algo que está ao alcance de todos. Para tê-la basta esticar a mão, basta perceber e sentir…

Quanto mais corremos atrás da nossa espiritualidade mais nos afastamos dela, pois ela não é algo a se conquistar e sim a se sentir e acreditar.

Quando o homem começar a viver de forma livre, sem pensamentos e crenças desnecessárias, perceberá que tudo o que busca já lhe foi dado. Que o caminho é mais curto do que pensa e que atalhos são desnecessários. Mas, para que isso aconteça é necessário parar de forçar o que se pode conquistar de forma espontânea… é necessário sentir, viver e amar… libertar-se.

Ser livre é mais do que uma simples expressão.

Ser livre é querer estar liberto de si mesmo.

Gaya ))O((

Saiba mais: https://omundodegaya.wordpress.com/misttico/

NÃO PRECISAS MAIS

Imagem

Tudo aquilo de que dispões hoje é o estritamente necessário para passares à fase seguinte da tua vida. Nem mais, nem menos. Só. Assim. Tal e qual. Tudo o que tens hoje à tua disposição é o que necessitas. É óbvio que querias mais. Claro que sim. Claro que gostarias de ter mais condições para, pensas tu, andares mais depressa de encontro aos teus objectivos.

A primeira pergunta que eu te faço é: Será que tens de andar mais depressa? Será que a este ritmo não estarás a capacitar-te mais, a consolidar-te mais,a estruturar-te mais? Será que não atraíste a velocidade exacta de andamento, necessária para conseguires vencer as tuas resistências consistentemente? Será que essa resistência seria vencida se tudo andasse mais depressa?

E a última pergunta que te faço é: Queres que tudo ande mais depressa para chegares mais depressa aos teus objectivos? Quais objectivos? Será que neste caminho mais lento, mais restritivo, não ficarás mais maleável para aceitar que aqueles não são os teus verdadeiros objectivos?

Se queres mais, mais coisas, mais depressa, está na hora de chorar a impotência. Chora. Chora essa impotência de as coisas terem de ser desta maneira. Chora, porque é a única coisa que podes fazer neste momento. Chorar e conformares-te que hoje é o que tens. E mais nada. E não precisas de mais nada.

Tudo o que atraíste neste momento, tudo de que dispões agora é o estritamente necessário para alcançares a próxima fase da tua vida. Querer mais agora, é ego. E isto é tudo o que eu tenho para te dizer.

O LIVRO DA LUZ Pergunte, O Céu Responde,

de Alexandra Solnado

 

https://omundodegaya.wordpress.com/misttico/

EXERCÍCIOS MENTAIS CONTRIBUEM PARA MANTER O FOCO

Imagem

É possível pensar que a concentração seja uma forma intensa de atenção. Embora a capacidade de se manter atento a algo varie de pessoa para pessoa, como a absoluta maioria das habilidades também essa pode ser treinada e fortalecida. O importante é incorporar os exercícios ao cotidiano, ainda que sejam dedicados a eles apenas alguns minutos por dia, principalmente no início. Aos poucos, o tempo dedicado à atividade pode ser ampliado. A seguir, algumas sugestões de exercícios simples que ajudam a ampliar a concentração.

DE OLHO NO HORIZONTE
De pé, em posição ereta, com os braços ao longo do tronco, sinta o peso do seu corpo e olhe para um ponto fixo à sua frente. Desloque o peso do corpo para o pé esquerdo e flexione o joelho direito elevando-o lentamente enquanto inspira profundamente. Delicadamente, segure o joelho com as duas mãos por alguns segundos e mantenha a coluna naturalmente ereta. Faça cinco respirações profundas. Abaixe a perna enquanto solta o ar. Repita o procedimento levantando a outra perna. Ao terminar, pense que uma linha imaginária passa pela sua coluna e vai até o topo de sua cabeça, mantendo-o equilibrado em todos os seus movimentos.

OLHOS ABERTOS, OLHOS FECHADOS
Esse exercício é feito em duas etapas. Primeiro, escolha um objeto qualquer, como um lápis, por exemplo. Coloque-o na sua frente. Olhe firmemente e concentre a sua atenção nele. Deixe que o objeto ocupe todo o espaço mental durante o tempo que for possível. Aumente gradualmente o tempo da duração do exercício. Na segunda fase, feche os olhos e visualize em sua mente o mesmo objeto. Concentre-se nesta imagem virtual, atendo-se a todos os detalhes, pensando apenas nessa tarefa. Caso se distraia, recomece a imaginar o objeto e aumente progressivamente a duração do exercício. Com a prática, verá que fica cada vez mais fácil manter-se focado.

TIQUE-TAQUE
Escolha um ambiente silencioso, sente-se em posição confortável. Pegue um relógio que faça barulho e coloque-o a trabalhar. Concentre sua atenção no ritmo e deixe que o som ocupe todo o seu espaço mental. Se alguns pensamentos passarem por sua mente, não se apegue a eles, deixe-os passar e retome a concentração.

MENSAGEM DO BEM
Sente-se de maneira confortável, com a coluna reta e escolha uma palavra ou frase positiva (por exemplo, “eu me sinto bem”, “sou grato pelo que tenho em minha vida” ou “sou capaz de aprender”. Repita-a várias vezes, primeiro de olhos abertos, depois de olhos fechados. Deixe que o som das palavras ocupe sua mente, até que sinta como se o som não viesse de sua boca, mas tomas-se conta de todo o ambiente. Pense nas palavras escritas recobrindo objetos e as paredes ao seu redor, como se você se estivesse ouvindo um disco uma ou mais vezes. De forma progressiva, aumente a duração do exercício.

A CHAMA DA VELA
Como essa prática é mais longa, com duração de aproximadamente 15 minutos, convém ler as orientações a seguir até se familiarizar com elas, para que não precise se ater ao texto durante sua realização. Ao criar uma imagem mental de uma chama, o fluxo de pensamentos que causam distração tende a ficar mais lento e você poderá atingir uma sensação de bem-estar, com mais consciência de seu corpo.
– Acomode-se num lugar calmo e confortável. Acenda uma vela e coloque-a a cerca de um me-tro à sua frente. Sente-se com as pernas cruzadas no chão, sobre uma almofada ou, se pre-ferir, numa cadeira, mantendo as costas retas contra o encosto e as pernas separadas. Feche os olhos e tome consciência de cada uma das partes do seu corpo, relaxando uma de cada vez. Respire calma e profundamente, enquanto percorre mentalmente todo o seu corpo.
– Mantenha-se nessa posição, com os olhos fechados. Conscientize-se do ritmo de sua respiração, que ficará cada vez mais regular. Abra os olhos e foque na chama da vela. Se os seus pensamentos tentarem “fugir”, traga-os lentamente de volta à chama. Relaxe os músculos faciais e mais uma vez feche os olhos. Inspire e expire profundamente, prestando atenção a esse movimento, sentindo o abdômen subir e descer. Leve o tempo que for necessário até sentir-se relaxado, como se estivesse sendo embalado por ondas produzidas pela respiração. Pense que está calmo e tranquilo.
– Visualize a imagem da chama na sua mente. Permaneça focado em seus movimentos intermináveis. Isso ocupa a totalidade da sua mente. É como se você estivesse hipnotizado pela dança e cores da chama. Quando um pensamento tomar conta de sua mente, deixe-o ser consumido pelo fogo. Aproxime um pouco mais o rosto da chama e sinta seu calor, sempre de forma relaxada. Após algum tempo comece a mover seus músculos e membros lentamente e alongue-se devagar, antes de se levantar.

Via: Mente e Cérebro