02 de Junho – Lua Cheia de Gêmeos – Dia Mundial da Grande Invocação

11072788_462770570546635_7617440453885039425_n

Dia da Lua Cheia de Gêmeos
Plenilúnio de Gêmeos

Cada ano, no Dia Mundial de Invocação, um número crescente de pessoas em todas as partes do mundo, de diferentes correntes religiosas e espirituais, reúnem-se por meio do pensamento, da oração e da meditação, utilizando a Grande Invocação como um ato de serviço mundial.

Trabalhando juntos como grupo planetário invocam a luz, o amor e a direção espiritual que a humanidade de hoje necessita, tão desesperadamente, na sua luta para construir um mundo de unidade e de boa vontade.

Você está convidado a se unir a este acontecimento mundial utilizando a Grande Invocação e compartilhando esta informação.

A GRANDE INVOCAÇÃO

Do ponto de Luz na Mente de Deus
Flua luz às mentes dos homens.
Que a Luz desça à Terra.

Do ponto de Amor no Coração de Deus
Flua amor aos corações dos homens.
Que o Cristo volte à Terra.

Do centro onde a vontade de Deus é conhecida
Guie o propósito as pequenas vontades dos homens –
O propósito que os Mestres conhecem e a que servem.

Do centro a que chamamos raça dos homens
Cumpra-se o Plano de Amor e Luz.
E que ele vede a porta onde mora o mal.

Que a Luz o Amor e o Poder restabeleçam o Plano na Terra.

Um Convite a Homens e Mulheres de Boa Vontade

Este é um período de preparação que estamos atravessando não apenas para uma nova civilização, mas também para a chegada de uma nova distribuição espiritual.

A humanidade não segue o caminho da casualidade. Há no cosmo um Plano divino do qual fazemos parte. Os recursos humanos e as atuais instituições, no final desta era, parecem inadequados para fazer frente às necessidades e problemas do mundo. Diante desta situação, a chegada de um Mestre, um líder espiritual ou de um Avatar, é esperado ou invocado pela maioria da humanidade em todas as partes do mundo.

A invocação de milhões de pessoas alcança seu ponto culminante, cada ano, no momento dos três Festivais Espirituais: o grande Festival da Páscoa no Ocidente, seguido um mês mais tarde pelo Festival de Wesak no Oriente (o Festival do Buda), culminando no mês seguinte com o Dia Mundial da Invocação que acontece durante o Festival do Cristo, trazendo-nos as notas-chave do amor e do humanismo.

O Dia Mundial de Invocação tem três aspectos principais:

Primeiro – O uso da Grande Invocação, a oração mundial que expressa as principais verdades de todas as grandes religiões.

Segundo – A cooperação espiritual dos homens e mulheres de boa vontade de todas as crenças religiosas, unidas num ato de comum invocação à divindade.

Terceiro – A distribuição, na consciência humana, das energias espirituais evocadas durante os Festivais da Páscoa e de Wesak.

O reaparecimento do Mestre Mundial, O Cristo, é esperado hoje em dia por milhões de pessoas, não somente por aqueles de fé cristã, mas também por pessoas de qualquer fé religiosa que esperam o Avatar sob diferentes nomes: O Senhor Krishna, O Messias, O Iman Mahdi e O Bodhisattva.

A miragem e a deformação envolvem este fato central de resposta divina à necessidade humana. Isto é inevitável, embora irrelevante. A preparação dos homens e mulheres de boa vontade é necessária para introduzir na vida humana novos valores, novas normas de conduta, novas atitudes não separatistas e de cooperação, dirigindo-se para as corretas relações humanas e para um mundo em paz. A vinda do Mestre Mundial se ocupará não dos erros do passado, mas dos requisitos para uma nova ordem mundial e a reorganização da estrutura social.

O Dia Mundial de Invocação é celebrado utilizando a Grande Invocação e participando da difusão mundial deste evento.

ORAÇÃO PELA LIBERTAÇÃO DOS POVOS INDÍGENAS

INDIOZINHO ABRAÇANDO A ARVORE

Parem de podar as minhas folhas e tirar minha enxada

Basta de afogar as minhas crenças e torar minha raíz.

Cessem de arrancar os meus pulmões e sufocar minha razão

Chega de matar minhas cantigas e calar minha voz.

Não se seca a raíz de quem tem sementes

Espalhadas pela terra pra brotar.

Não se apaga dos avós – rica memória

Veia ancestral: rituais para se lembrar

Não se aparam largas asas

Que o céu é liberdade

E a fé é encontrá-la.

Rogai por nós, meu pai-Xamã

Pra que o espírito ruim da mata

Não provoque a fraqueza, a miséria e a morte.

Rogai por nós – terra nossa mãe

Pra que essas roupas rotas

E esses homens maus

Se acabem ao toque dos maracás.

Afastai-nos das desgraça, da cachaça e da discórdia,

Ajudai a unidade entre as nações.

Alumiai homens, mulheres e crianças,

Apagai entre os fortes a inveja e a ingratidão.

Dai-nos luz, fé, a vida nas pajelanças,

Evitai, Ó Tupã, a violência e a matança.

Num lugar sagrado junto ao igarapé.

Nas noites de lua cheia, ó MARÇAL, chamai

Os espíritos das rochas para dançarmos o Toré.

Trazei-nos nas festas da mandioca e pajés

Uma resistência de vida

Após bebermos nossa chicha com fé.

Rogai por nós, aves-dos-céus

Pra que venham onças, caititus, siriemas e capivaras

Cingir rios Jurema, São Francisco ou Paraná.

Cingir até os mares do Atlântico

Porque pacíficos somos, no entanto.

Mostrai nossa caminho feito boto

Alumiai pro futuro nossa estrela

Ajudai a tocar as flautas mágicas

Pra vos cantar uma cantiga de oferenda

Ou dançar num ritual Iamaká.

Rogai por nós, ave-Xamã

No Nordeste, no Sul toda manhã.

No Amazonas, agreste ou no coração da cunhã.

Rogai por nós, araras, pintados ou tatus,

Vinde em nosso encontro

Meu Deus, NHENDIRU !

Fazei feliz nossa mintã

Que de barrigas índias vão renascer.

Dai-nos cada dia de esperança

Porque só pedimos terra e paz

Pra nossas pobres – essas ricas crianças.

Nhendiru: Deus

Mintã: criança

Eliane Potiguara

OS ENSINAMENTOS DE TECUMSEH

207

Viva sua vida de forma que o medo da morte nunca possa entrar em seu coração.
Nunca incomode ninguém por causa de sua religião:
Respeite os outros em seus pontos de vista, e exija que eles respeitem os seus.
Ame sua vida, aperfeiçoe sua vida,embeleze todas as coisas em sua vida.
Busque fazer sua vida longa e de serviços para seu povo.
Prepare uma canção fúnebre nobre para o dia quando você atravessar a grande passagem.
Sempre dê uma palavra ou sinal de saudação quando encontrar ou cruzar com um estranho em um local solitário.
Demonstre respeito a todas as pessoas, mas não se rebaixe a ninguém.
Quando você se levantar de manhã, agradeça pela luz, pela sua vida e força.
Dê graças por seu alimento e pela alegria de viver.
Se você não vir nenhuma razão para dar graças, a falha se encontra em você mesmo.
Não toque o aguardente venenoso que transforma os sábios em tolos e rouba deles suas visões. Quando chegar sua hora de morrer, não seja como aqueles cujos corações estão preenchidos de medo da morte, e que quando a hora deles chega eles choram e rezam por um pouco mais de tempo para viverem suas vidas novamente de uma forma diferente.
Cante sua canção de morte, e morra como um herói indo para casa.

Aho!

Tradução: Caroline Little Morning Flower

GRANDE ESPÍRITO

Image

Oh! Grande Espírito, que criou tudo antes e que reside em cada objeto, em cada pessoa e em todos os lugares, nós acreditamos em Ti. Nós Te invocamos dos mais distantes lugares para nossa presente consciência. 

Oh! Grande Espírito do Norte, que dá asas às águas do ar e rola a grossa tempestade de neve antes de Ti. Tu, que cobres a Terra com um brilhante tapete de cristal, principalmente onde a profunda tranquilidade de cada som é maravilhosa. Tempera-nos com a força para permanecermos como parte da nevasca; sim, faça-nos agradecidos pela beleza que flui e se aprofunda sobre a quente Terra em seu despertar. 

Oh! Grande Espírito do Leste, a Terra do Sol Nascente. Tu que seguras em Tua mão direita os anos de nossas vidas e em Tua mão esquerda as oportunidades de cada dia. Sustenta-nos para que não esqueçamos nossas oportunidades, nem percamos em preguiça as esperanças de cada dia e as esperanças de todos os anos. 

Oh! Grande Espírito do Sul, cujo quente hálito de compaixão derrete o gelo que circunda nossos corações, cuja fragrância fala de distantes dias de primaveras e verões, dissolve nossos medos, transmuta nossas aversões, acenda nosso amor em chamas de verdade e existentes realidades. Ensina-nos que aquele que é forte é também gentil; que aquele que é sábio tempera justiça com piedade; e aquele que é um verdadeiro guerreiro combina coragem com compaixão. 

Oh! Grande Espírito do Oeste, a Terra do Sol poente, com Tuas elevadas e livres montanhas, profundas e extensas pradarias, abençoa-nos com a sabedoria da paz que segue a contenção e a liberdade de quem vive como túnica flutuante nas asas da vida bem – disciplinada. Ensina-nos que o fim é melhor que o começo e que o por do sol não glorifica nada em vão. 

Oh! Grande Espírito dos Céus, em dias de infinito azul e misturado às infindáveis estrelas da noite de cada estação, lembra-nos o quanto és imenso e bonito e majestoso além de todo o nosso conhecimento ou saber, mas que também não estás tão longe de nós, quanto o mais alto de nossas cabeças ou o mais baixo de nosso olhos. 

Oh! Grande Espírito da Mãe Terra sob nossos pés; Mestra dos metais; Germinadora das sementes e Celeiro de ocultos recursos da Terra, ajuda-nos a dar graças incessantemente pela Tua presente generosidade. 

Oh! Grande Espírito de nossas almas, que ardes há tempos em nosso corações e em nossas profundas aspirações, fala-nos agora e sempre de tudo que precisamos saber sobre a grandeza e bondade de Teus presentes para a vida, para sermos orgulhosos do inestimável privilégio de viver. 

1996 Noel Knockwood, B.A. Elder