HORÓSCOPO INDÍGENA – CONFIRA SUAS CARACTERÍSTICAS

xama

Dou-lhe a conhecer o horóscopo da tribo Tupi, oriunda do Brasil. Segundo as crenças dos indígenas, primeiro Deus criou os céus e a terra e depois criou o índio. Saiba, segundo a sua data de nascimento, qual a sua personalidade e a que elementos da natureza, água fogo, terra ou ar pertence.

Veado

De 1 a 31 de janeiro

Elemento: Fogo

A força deste signo está particularmente ligado ao Sol. É uma pessoa que nasceu para comandar e algumas das suas atitudes podem ser mal interpretadas, principalmente quando não consegue equilibrar o seu lado impulsivo com o seu lado mais calmo, que lhe é passado pela mansidão do veado. Na verdade, se dominar o lado mais tranquilo, é possível que se deixe abater pela fraqueza, o que pode torná-lo uma pessoa que pouco ou nada se consegue impor perante os outros. Porém, se dominar o extremo da força, também os outros o podem desprezar pelas suas atitudes de revolta, o que resultará inevitavelmente na solidão. Acabará por não conseguir ter ninguém do seu lado. Para que esta personalidade consiga atingir o equilíbrio, o ideal é não entrar em extremos e manter a natureza mansa do veado e a força do fogo. É um signo também muito ligado à maternidade e revolta-se muito com a maldade humana, estando sempre pronto para defender os mais desfavorecidos. Tem uma índole justa e tenta tornar-se, ao longo da vida, uma pessoa melhor.

Macaco

De 1 a 28 de fevereiro

Elemento: Terra

As pessoas nascidas sob a influência deste signo são verdadeiras forças da natureza, que tentam que o seu espírito se eleve em relação aos seus instintos do corpo físico. A luta entre um princípio superior sobre o inferior é uma luta constante, mas o seu grande objetivo é realmente a procura pela meta mais elevada. É um defensor inato do meio ambiente e da natureza, e quando define uma meta torna-se incansável até atingi-la. Quando as coisas não saem consoante os seus planos, pode tornar-se muito tenso e até mesmo nervoso, afastando algumas pessoas com uma maneira rude e desagradável. Poderá controlar esse feitio, se elevar a sua alma sempre aos assuntos espirituais, e manter os pés bem assentes na terra e a cabeça no ar. São pessoas com uma grande coragem, fiéis, sendo que a sua devoção a quem amam é incondicional.

Boto

De 1 a 31 de março

Elemento: Água

Embora o seu elemento seja a água, o boto Uauira está ligado ao Sol. Têm caraterísticas na sua personalidade muito inconstantes, pois tem uma atração fatal pela ondulação do mar, mas anseiam também ter os pés bem assentes na terra, o que as faz muitas vezes irem ao fundo com algumas escolhas que fazem para a sua vida. Mas como são extremamente enérgicas e dinâmicas, rapidamente dão a volta por cima, começando tudo de novo, se for necessário. São pessoas a quem se pode confiar um segredo, pois têm a grande capacidade de guardá-lo durante toda a vida. A sua inteligência, os seus valores morais, bem como a sua ética leva-os mais longe, mas também podem frustrar-se se não conseguirem atingir os seus objetivos com rapidez. Combinam muito bem com pessoas regidas pelo elemento terra, o que quer dizer que tanto pode fazer uma sociedade para a vida com elas ou ter uma relação amorosa muito duradoura.

Boitatá

De 1 a 30 de abril

Elemento: Ar

Estas pessoas são regidas pelo astro Sol, e portanto são dotadas de uma grande sabedoria e clareza de raciocínio. O símbolo que representa este signo é a cobra do grande fogo. Insurge-se contra as injustiças e o seu forte espírito afasta todos aqueles que lhe pretendam fazer mal. Tem uma personalidade um pouco misteriosa, e para além de serem muito inspiradas, adoram improvisar. Por norma, conseguem surpreender sempre aqueles que os rodeiam com as suas atitudes. Nada é previsível com as pessoas deste signo. Afastam-se sempre de discussões, e são capazes de se tornar os
piores inimigos se alguém os envolve em intrigas. São, porém, extremamente benevolentes, meigos e capazes de perdoar com alguma facilidade. A sua personalidade tem da parte do boto caraterísticas passivas, enquanto da parte da cobra recebem a força e o dinamismo que necessitam para vencer na vida.

Saci

De 1 a 31 de maio

Elemento: Terra

Para além de serem regidos pelo astro Lua, estas pessoas pertencem à mãe divina, a Deusa Jaci, ligada ao elemento água. Têm a plena consciência da sua força e estão atentas a todas adversidades da vida, sendo que dificilmente se deixam enganar pelos outros. Mesmo que pareçam um pouco distraídos, pois são muito brincalhões e um pouco irresponsáveis, os nativos do signo Saci não deixam escapar as oportunidades. Mesmo que os outros achem que ele não se importa com algo, a verdade é que ele luta até ao fim por aquilo em que acredita e que quer para a sua vida. É verdade que a lua lhes passa algum aspeto mais inconstante, mas são pessoas com os pés bem assentes na Terra e que sabem que só devem preocupar-se com aquilo que tem realmente importância. Gostam de mudanças, são aventureiros e correm sempre atrás de um sonho, de um ideal.

Urutau

De 1 a 30 junho

Elemento: Ar

Representados pelo Papagaio, o boca de fogo, as pessoas nascidas sob a influência deste signo têm como astro regente a lua, ligada ao elemento água. São apaixonados pelo mistério, pelo ocultismo e pela religião. Os outros sabem que podem obter os melhores conselhos por parte destas pessoas, pois as suas palavras são sempre sábias. No entanto, mantêm-se em silêncio até que lhe peçam a sua opinião. O seu lado mais introspetivo pode, porém, levá-los a correr atrás do nada, pois o seu elemento ar fá-los sonhar por ideais, muitas vezes, impossíveis de realizar. Mas segundo a lenda, o Urutau, a ave invisível da noite, progride enquanto os outros dormem, e é dessa forma que consegue alcançar os seus objetivos mais depressa do que os outros. É uma pessoa insistente e só desiste depois de muita luta.

Boiúna

De 1 a 31 de julho

Elemento: Água

A serpente negra aquática é o símbolo que representa este signo. São pessoas com uma força presente no meio onde vivem e têm uma personalidade muito ativa, sempre capaz de fazerem as coisas acontecer. Fiéis por natureza, jamais abandonam também, no meio do caminho, aqueles que lhe foram mais leais. Têm também um lado mais inconstante, querendo, muitas vezes, vencer na vida através da imposição, tendo alguma dificuldade em dar o braço a torcer. São mais frios e distantes do que, por exemplo, os signos regidos pelos elementos de Fogo e Terra. Não há dúvida, que muitas coisas acontecem devido à sua influência, principalmente porque conseguem ser muito dramáticas, puxando pela emoção dos outros para atingirem os seus intentos. Para alcançarem um equilíbrio devem juntar-se a pessoas cujo o signo seja do elemento Fogo e Terra. Dessa forma, conseguirão liderar sem passarem por cima de ninguém.

Passarinho

De 1 a 31 de agosto

Elemento: Fogo

Esta é uma pessoa que consegue ganhar facilmente a simpatia dos outros. Sabem ouvir como ninguém, e sentem que o seu grande objetivo na vida é estarem ali para quem precisa, e serem úteis aos outros. A generosidade é uma das suas melhores facetas, acreditando que os seus atos podem criar muitas coisas novas, bem como mudar destinos e melhorar a vida dos outros. São dotados de uma grande criatividade e originalidade, algo que lhes surge devido ao seu astro regente, a Lua. São portanto pessoas capazes de singrar facilmente no mundo das artes. São muito admiradas pelos outros e dificilmente viverão isoladas, pois os outros sentem necessidade de as ter perto de si. São extremamente sonhadores, e para se sentirem completos precisam juntar-se a pessoas com signos do elemento Terra e Ar. A sua busca infinita é pela beleza, pelo amor e pela fraternidade.

Sereia

De 1 a 30 de setembro

Elemento: Água

Estas pessoas são muito românticas e se há algo importante para elas é o amor. A busca pela alma gémea é uma das coisas mais importantes da sua vida. Embora estes nativos sejam regidos pelo elemento água, a sua cada astral é a Terra, o que os liga inevitavelmente à apreciação da beleza e os torna muito equilibrados. Os nativos de Sereia adoram viajar, descobrir novas culturas, mas são também muito ligados à família e ao seu lar. São muito sonhadores, dóceis e amorosos e sentem-se muito agarrados às memórias do passado, tendo alguma dificuldade em desligar-se de todas as lembranças. A sua existência é sempre pautada por uma grande dose de romantismo e têm o poder de despertar a simpatia nos outros. Extremamente dedicados àqueles que amam, estes nativos são também muito fiéis e representam a força do amor terreno.

Caititi

De 1 a 31 de outubro

Elemento: Terra

Representados pelo símbolo da Fada, estas pessoas têm a sua casa astral na Terra também. São muito racionais, que vão buscar todas as suas forças ao magnetismo da física. Têm um amor puro pelo próximo e são pessoas que dão muito, sem pedirem nada em troca, embora exijam que os outros sigam o caminho da honestidade para merecerem as suas dádivas. É fadada para dar alegria a todos e tem o dom da caridade. Tem também um grande senso de justiça e vive constantemente em busca dos seus próprios mistérios. Gostam de sonhar, mas o seu elemento terra não os deixa voar muito alto nem nadar para muito longe.

Boiarara

De 1 a 30 de novembro

Elemento: Fogo

O Dragão é o símbolo que representa este signo, que carateriza estes nativos com uma grande coragem e uma força magnética que energiza as emoções. Se por um lado, estas pessoas pensam muito com o coração, a verdade é que também, devido ao facto de pertencer à casa astral de Terra têm os pés assentes no chão. Embora apreciem a vida ativa, sentem que precisam conter os seus impulsos e poucas vezes se deixam levar pela imaginação. Têm uma personalidade muito espiritual e jamais admitem a derrota, não aceitando também a submissão. Sabem como ninguém honrar os seus compromissos.

Guanumbi

De 1 a 31 de dezembro

Elemento: Ar

O seu astro regente é o planeta Terra, que combinado com o seu elemento Ar lhe dá caraterísticas ligadas ao espírito, à imaginação, ao sonho, mas também à terra. É uma pessoa que tenta aproveitar todas as oportunidade que a vida lhe dá, escolhendo sempre para si tudo aquilo que é melhor. Dá portanto, alguma importância ao luxo, mas também não se esquece dos outros. Assim sendo, consegue dar aos outros o exemplo daquilo que é o mais correto e tem a função nesta vida de conduzir os outros para o descanso espiritual. É uma pessoa que dá muita importância à beleza, tem uma grande autoestima, e é sempre cordial e atenciosa. É simbolizado pela ave beija-flor.

___

Via: Consultório de Astrologia

Escolha uma Mandala e descubra algo escondido de sua personalidade

A Mandala é um tipo de objeto sagrado que pode refletir e mudar o estado de uma pessoa. Nela se encontra um significado simbólico muito profundo que não é escolhido por acaso. Observe as imagens atentamente e escolha a que mais se aproxima de sua personalidade, mais clara e mais compreensível. E em seguida leia qual o significado da figura que você escolheu.

0

1. A Harmonia

1

Esta Mandala é controlada pelo elemento espiritual. Em sua personalidade estão equilibrados os princípios masculinos e femininos. Podemos dizer com confiança que você vive em harmonia com a natureza. A Mandala se baseia no princípio da simetria e isto fala muito eloquente sobre você como pessoa. Esta Mandala adiciona a sua essência o espírito de um cisne. Uma característica que distingue esta ave real é que, apesar de sua graça feminina, tem uma força interior inerente. Se o seu olhar foi atraído por esta, em especial, é provável que sua mente clame por harmonia e ordem na alma e na vida. É como recordar que na situação atual o mais importante para você é definir prioridades. Pode ser necessário reavaliar estas prioridades.

2. A Cura

2

Esta Mandala é controlado pelo elemento espiritual. A composição da Mandala converge em um ponto. O seu objetivo é de lembrar que a saúde não se limita ao corpo. Isto também inclui componentes emocionais e mentais. Antes de abrir a porta para o exterior, olhe para o seu interior. Isso lhe ajuda a ver a questão que o fascina a partir de um ponto de vista diferente e sentir algum alívio.

3. A intuição

3

É outra Mandala controlada pelo elemento do espírito. Ela carrega a sabedoria da coruja, combinada com a capacidade de ver no escuro. Isso significa que você é capaz de encontrar uma saída, inclusive nas situações mais difíceis, porque é guiado por seu sexto sentido, e esta é uma de suas características mais marcantes desta imagem.

Por o outro lado, se você gostou desta Mandala, então o seu “eu” interior quer que você aprenda a ouvir, para ser mais aberto e confiar nos outros.

4. A Perspicácia

4

Esta Mandala também é controlada pelo elemento do Espírito e está dirigida à claridade da visão e da mente. A interação entre os elementos reflete o mundo interior que é uma característica totalmente única de cada um de nós. Leva o espírito do Tigre Branco. Como a capacidade do tigre de focar-se rapidamente nos pequenos detalhes para localizar sua presa, esta Mandala ajuda a manter as ambições, mas pede para manter a calma. A sua atração para ela deve-se ao fato de que, nesta fase da vida, você tem que pensar no futuro e encontrar o seu lugar nele.

5. O perdão

5

É a primeira das Mandalas controlada pelo elemento água. O significado simbólico desta imagem é que todos os nosso sentimentos, incluindo o amor e o medo, estão direcionados a um mesmo ponto, que é nossa personalidade. O animal desta Mandala é o cachorro que resume em si toda a lealdade, a fidelidade e a amizade. O cachorro pode perdoar ao dono e sempre será seu melhor amigo. Como ele, nossa alma deve aprender a perdoar, para seguir sendo amiga de si mesma e das outras pessoas. O mais provável é que você precise entender a si mesma, perdoando as velhas ofensas, aos inimigos e liberar toda a velha dor.

6. A comunicação

6

A área desta Mandala está cheia de pequenos elementos repetitivos, que recordam a nosso próprio entorno. Também é controlada pelo elemento da água e leva o espírito da baleia com sua forma única de comunicação e espírito de equipe que é uma característica de grupo comum a estes animais. Ao chamar sua atenção, esta Mandala reflete a necessidade de pensar sobre as palavras e pesar o que foi ou não dito. Somente sendo muito honesto e sincero é possível comunicar-se plenamente com as pessoas.

7. A Imaginação

7

Simbolicamente nesta Mandala se resume a capacidade e a oportunidade de acreditar, de dar luz a novos objetos e ideias. Esta Mandala mantém o espírito das libélulas, que como ninguém são capazes de olhar o mundo com os olhos abertos e encontrar novas oportunidades. O mais provável é que o seu “Eu” interior esteja pedindo que deixe de ser triste e reflita, liberando a imaginação. Agora mais do que nunca, é preciso juntar todo o seu empenho e seguir adiante, encontrando a raiz de seus sonhos e deixando de lado os seus medos.

8. O Amor

8

Outra Mandala da água e que leva como símbolo o cavalo marinho. Os cavalos marinhos são muito unidos a todos aqueles que amam. Esta Mandala lembra todo o tempo às pessoas queridas por nós, que as amamos e apreciamos. Além disto, ensina a considerar o amor na vida (em qualquer de suas manifestações) como o bem mais valioso. Esta é a crença que deve nos acompanhar através da vida. Se você gostou desta Mandala, então, desesperadamente está necessitado de amor. Porém deves recordar que com o fim de atraí-lo a sua vida, é necessário em primeiro lugar amar a si mesmo. Mas que não seja um amor egoísta, porém a calma aceitação de si mesmo em todos os aspectos.

9. A compaixão

9

Esta Mandala está subordinada ao ar e seu animal é o elefante, como a encarnação de uma grande força e bondade que lhe ajuda a ser generoso e compassivo. Os que escolhem precisamente esta imagem devem despertar o coração e refletir se tem suficiente compaixão e empatia com os demais. Se não tiver, então você tem algo a ser aperfeiçoado.

10. A força

10

Esta Mandala representa a força, é controlada pelo ar e simboliza um forte escudo. Tem o espírito de uma águia com sua perseverança incrível clareza e poder. Parece recordar que inclusive o desejo mais impossível pode se transformar em vitória. É provável que necessite que faça algo diferente para revelar em si mesmo esta qualidade. Você tem que encontrar seu valor interior e perceber que, se seguires seu próprio caminho, você pode fazer muito mais para atingir suas metas.

11. A inspiração

11

O desenho caprichoso desta Mandala impulsiona a imaginação e o sutil padrão se assemelha às plumas do pavão real. Na verdade, a chaves para esta Mandala é o pavão. As principais qualidades desta ave são a beleza, majestade e singularidade. Esta ave nos dá uma lição: nunca termos medo de mostrar ao mundo nossa verdadeira plumagem. Você deve aprender a ver a beleza ao seu redor e mostrar seus talentos ao máximo. Se o fizeres, sem se dar conta começará a inspirar e a “incendiar” aos demais.

12. A proteção

Esta Mandala mantém o espírito do urso. Este animal desde a antiguidade simboliza a proteção contra intrusos. Seu significado é permanecer na guarda de suas fronteiras e reagir momentaneamente ao perigo, sem desperdiçar energia em vão, e entender, intuitivamente, quando é preciso defender sua posição e quando é preciso evitar conflito. É muito possível que esta Mandala lhe tenha chamado a atenção porque você seja uma pessoa de extremos. Aprenda a abrir seu coração, mas não deixe que o machuquem.

13. A confiança

13

Controlada pelo elemento do fogo, a Mandala da confiança leva em seu emblema a imagem de um leão. Ele é a personificação da dominação que implica certo sentido de superioridade e dignidade interior. É um líder nato e por isto nos lembra de que às vezes é preciso fazer pressão. Se esta Mandala foi escolhida, o mais provável é que você precise sair na frente em sua vida. Busque novas possibilidades e não tenha medo de tomar as rédeas em suas mãos. Seu lema é: “Quem irá fazer se não for eu!”

14. A motivação

14

A gota que aparece na figura desta Mandala simboliza a integridade e a concentração que deves ter para alcançar seus objetivos. O animal que simboliza a motivação é o cavalo. Você só pode invejar a motivação deste animal, sua tenacidade e energia. Com a finalidade de alcançar suas metas, é necessário aprender a focar todas as suas energias em um objetivo e usá-lo no caminho a fazer até realizar seus sonhos.

 

Via: https://perfeito.guru

O SIMBOLISMO DA BORBOLETA

 

borboleta-azul

A borboleta é considerada o símbolo da transformação, da felicidade, da beleza, da inconstância, da efemeridade da natureza e da renovação, mas há inúmeros significados atribuídos à simbologia das borboletas.

Metamorfose das Borboletas

A metamorfose das borboletas é simbolizada como: a crisálida é o ovo que contém a potencialidade do ser e a borboleta que sai dele é um símbolo de ressurreição ou também pode ser vista como a saída do túmulo.

Em outras palavras, os estágios desse inseto, que são a lagarta, a crisálida e a borboleta significam respectivamente vida, morte e ressurreição representando, dessa maneira, a metamorfose cristã.

As Cores das Borboletas

Borboleta azul

Faz referência à metamorfose, portanto, da transformação que os seres humanos passam ao longo da vida, não só física (crescimento), como sociais (mudança de trabalho, casamento, nascimento de um filho, entre outros). A borboleta azul é por muitos considerada a borboleta da sorte.

Borboletas Coloridas

As borboletas coloridas são mensageiras de alegrias e felicidade.

Borboletas Pretas

São mensageiras da morte e têm, ainda, o significado da alma de uma criança que morreu ser ter recebido o Batismo ou simboliza uma bruxa reencarnada.

Borboleta Amarela

Simboliza uma nova vida, numa analogia às flores da primavera, cuja cor predominante é o amarelo.

Borboleta Branca

Por sua vez, a borboleta branca simboliza a serenidade, a calma, a paz.

A Borboleta e o Espiritismo

Uma vez que a borboleta é referência de renovação, para os espíritas, ela simboliza a reencarnação. A reencarnação é o regresso da alma para outro corpo, uma nova vida.

A borboleta é, assim, a alma que sai de uma pessoa que morre e se liberta (a saída do casulo) e vai para outra pessoa numa oportunidade de refazer a sua história de vida com mais experiência tendo em conta as vivências passadas, num processo de desenvolvimento ou progressão da alma.

Outras Simbologias da Borboleta

A borboleta é o símbolo do renascimento para a psicanálise moderna, que é representada com asas de borboleta.

Na mitologia grega, a personificação da alma é representada por uma mulher com asas de borboleta e segundo as crenças gregas populares, quando alguém morria, o espírito saía do corpo com forma de borboleta.

No Japão a borboleta é o símbolo da gueixa e representa a figura feminina (mulher), visto que está associada à ligeireza, gentileza e graciosidade. Dessa forma, a felicidade matrimonial é simbolizada por duas borboletas (masculino e feminino) e, muitas vezes, sua figura é utilizada nos casamentos.  No mito do imortal jardineiro Yuan-k’o, sua bela esposa ensina o segredo dos bichos-da-seda, sendo ela própria, um bicho-da-seda.

Por outro lado, no mundo sino-vietnamita a borboleta exprime a longevidade ou está associada ao crisântemo, o qual simboliza o outono, ou seja, a renovação, uma vez que no outono ocorre a queda das folhas.

Para os astecas e os maias, a borboleta simbolizava o deus do fogo Xiutecutli, conhecido também por Huehueteotl, o qual levava como emblema um peitoral chamado “borboleta de obsidiana” que simbolizava a alma ou o sopro vital que escapa da boca de quem está morrendo. A borboleta no meio das flores representa a alma do guerreiro morto no campo de batalha.

Os Balubas e os Luluas do Kasai, do Zaire central, também associam a borboleta com a alma. Para eles, o homem segue o ciclo da borboleta desde sua nascença até sua morte. Dessa maneira, a infância está associada a uma pequena lagarta; na maturidade, a uma grande lagarta e, à medida que vai envelhecendo, se transforma em uma crisálida. O casulo é o túmulo de onde sai a sua alma, cuja forma é uma borboleta.

Além disso, o seu túmulo seria associado ao casulo, de onde a alma sairá sob a forma de uma borboleta. Por fim, os iranianos e alguns povos turcos da Ásia central acreditam que os defuntos podem aparecer de noite na forma de borboleta.

Na mitologia irlandesa, a borboleta simboliza a alma liberta de seu invólucro carnal, da mesma maneira que na simbologia cristã. O conto Corte de Etain nara a a história do Deus Miter que se casa pela segunda vez com a deusa Etain, e por ciúmes, sua primeira esposa, a transforma em uma poça de água. Após algum tempo, a poça dá vida a uma lagarta que se transforma em uma linda borboleta.

 

FONTE: Dicionário de Símbolos