NÃO PRECISAS MAIS

Imagem

Tudo aquilo de que dispões hoje é o estritamente necessário para passares à fase seguinte da tua vida. Nem mais, nem menos. Só. Assim. Tal e qual. Tudo o que tens hoje à tua disposição é o que necessitas. É óbvio que querias mais. Claro que sim. Claro que gostarias de ter mais condições para, pensas tu, andares mais depressa de encontro aos teus objectivos.

A primeira pergunta que eu te faço é: Será que tens de andar mais depressa? Será que a este ritmo não estarás a capacitar-te mais, a consolidar-te mais,a estruturar-te mais? Será que não atraíste a velocidade exacta de andamento, necessária para conseguires vencer as tuas resistências consistentemente? Será que essa resistência seria vencida se tudo andasse mais depressa?

E a última pergunta que te faço é: Queres que tudo ande mais depressa para chegares mais depressa aos teus objectivos? Quais objectivos? Será que neste caminho mais lento, mais restritivo, não ficarás mais maleável para aceitar que aqueles não são os teus verdadeiros objectivos?

Se queres mais, mais coisas, mais depressa, está na hora de chorar a impotência. Chora. Chora essa impotência de as coisas terem de ser desta maneira. Chora, porque é a única coisa que podes fazer neste momento. Chorar e conformares-te que hoje é o que tens. E mais nada. E não precisas de mais nada.

Tudo o que atraíste neste momento, tudo de que dispões agora é o estritamente necessário para alcançares a próxima fase da tua vida. Querer mais agora, é ego. E isto é tudo o que eu tenho para te dizer.

O LIVRO DA LUZ Pergunte, O Céu Responde,

de Alexandra Solnado

 

https://omundodegaya.wordpress.com/misttico/

IMPERMANÊNCIA

Imagem

A vida é como um piquenique em uma tarde de domingo… ela não dura muito tempo. Só olhar o sol, sentir o perfume das flores ou respirar o ar puro já é uma alegria. Mas se tudo o que fazemos é ficar discutindo onde pôr a toalha, quem vai sentar em que canto, quem vai ficar com o peito ou a coxa do frango…, que desperdício! Mais cedo ou mais tarde o tempo fecha, a tarde cai e o piquenique acaba. E tudo o que fizemos foi ficar discutindo e implicando uns com os outros. Pense em tudo que se perdeu.

Você pode estar se perguntando: se tudo é impermanente, se nada dura, como pode alguém viver feliz? É verdade que não podemos, de fato, agarrar ou nos segurar às coisas, mas podemos usar esse conhecimento para olhar a vida de modo diferente, como uma oportunidade muito breve e rara. Se trouxermos à nossa vida a maturidade de saber que tudo é impermanente, vamos ver que nossas experiências serão mais ricas, nossos relacionamentos mais sinceros, e teremos maior apreciação por tudo aquilo que já desfrutamos.

Também seremos mais pacientes. Vamos compreender que, por pior que as coisas possam parecer no momento, as circunstâncias infelizes não podem durar. Teremos a sensação de que seremos capazes de suportá-las até que passem. E com maior paciência seremos mais delicados com as pessoas a nossa volta. Não é tão difícil manifestar um gesto amoroso quando nos damos conta de que talvez nunca mais estaremos com a nossa tia-avó. Por que não deixá-la feliz? Por que não dispor de tempo para ouvir todas aquelas histórias antigas?

Chegar à compreensão da impermanência e ao desejo autêntico de fazer os outros felizes nesta breve oportunidade que temos juntos, constitui o começo da verdadeira prática espiritual. É esse tipo de sinceridade que efetivamente catalisa a transformação em nossa mente e em nosso ser.

Não precisamos raspar a cabeça nem usar vestes especiais. Não precisamos sair de casa nem dormir em uma cama de pedras. A prática espiritual não requer condições austeras…. apenas um bom coração e a maturidade de compreender a impermanência.

Isso nos fará progredir.

Chagdud Tulku Rinpoche, em ” Portões da Prática Budista”

 

Saiba mais:https://omundodegaya.wordpress.com/misttico/

 

O PODER DO ERRO

341

Enquanto você reclama do erro, eu agradeço. Enquanto você se pergunta porquê ele aconteceu, eu me pergunto como seria se ele não tivesse acontecido. Enquanto você se lamenta, eu me levanto. E no final de tudo isso você fala que foi apenas mais um erro, e acaba de errar novamente.

Costumamos reclamar de todos os males ruins, acreditando que eles aconteceram com a gente para nos punir ou nos “ferrar”. Não é assim que funciona, o erro por exemplo, ele pode nos atrasar, magoar, ferir, machucar, empobrecer, irritar e derrubar, mas no final de tudo ele só pode fazer uma coisa, nos transformar.

A humanidade vive tentando remediar o erro, fazendo de tudo para que ele não aconteça, e perde tanto tempo com isso, que ele acaba se manisfestando sem perceber, e você não aprendendo nada. A transformação que ele causa em nossas vidas, as vezes é pouco notável, mas não imperceptível. Para cada 10 erros, tem no mínimo 50 aprendizados por trás dele. Só depois da primeira queda de bicicleta, você percebe que todo cuidado é pouco. Colocando a mão numa panela fervendo uma vez, é o suficiente para que você nunca mais faça isso. É depois de uma guerra, que percebemos que precisamos de um motivo maior para começar outra. É vendo seu filho passar fome, que faz aumentar o valor por cada refeição. É nessa crescente que percebemos a importância do erro, em uma vida que poucos erros acontecem, o despreparo é certo. O despreparo só acontece por dois motivos, ou por falta de conhecimento sobre o assunto, ou por oportunidades que o erro passou por sua vida, e você não o estudou. Esse estudo deve ser feito minunciosamente, detalhe por detalhe, até que no final se tire uma conclusão do que não se deve fazer da próxima vez

O erro mais inteligente é aquele que só você percebe que errou, e se corrige sozinho. Ninguém precisa saber de suas fraquezas, de seus erros, contudo eles não precisam ser omitidos se descobertos, afinal se você errou é porque uma coisa não faltou, coragem.

Tente, erre, acerte da próxima vez, você não é burro por errar nem sábio por cometer poucos erros, um grande guerreiro sabe que o erro só acontece com quem tenta, e quem não erra muito, acerta menos ainda. Só não estagne nele, faça dele uma transição, entre uma atitude errada a uma correta, se o seu erro um dia virar acerto é válido, se ele persistir errado, prepare-se para conviver com ele para o resto de sua vida.

Gaya Lux

O CAMINHO DO MAGO – Deepak Chopra

 

530217_434645539960238_825928271_n (1)

Existe um Mago dentro de todos nós.

Esse Mago tudo vê e tudo sabe.

O Mago está além dos opostos da luz e das trevas, do bem e do mal, do prazer e da dor.

Tudo que o Mago vê tem suas raízes no mundo invisível.

A natureza reflete o estado de alma do Mago.

O corpo e a mente podem adormecer, mas o mago está sempre desperto.

O Mago possui o segredo da imortalidade.

A volta da magia só pode acontecer com o retorno da inocência.

A essência do Mago é a transformação.

Quem sou eu?

É a única pergunta que vale a pena ser feita e a única que jamais é respondida. É seu destino desempenhar uma infinidade de papéis, mas esses papéis não são você.O espírito não é localizado, mas deixa atrás de si uma impressão digital que chamamos de corpo.

Um Mago não acredita ser um evento localizado que sonha com um mundo maior. Um Mago é um mundo que sonha com eventos localizados.

Os Magos não acreditam na morte. À luz da consciência, tudo está vivo! Não existem inícios ou fins. Para o Mago, eles não passam de elaborações mentais. Para viver mais plenamente, é preciso morrer para o passado. As moléculas se dissolvem e se extinguem, mas a consciência sobrevive à morte da matéria na qual ela viaja.

A consciência do Mago é um campo que existe em toda a parte. As correntes de conhecimento contidas no campo são eternas e circulam eternamente. Séculos de conhecimento estão comprimidos em momentos reveladores. Vivemos como ondulações de energia no vasto oceano de energia.

Quando o ego é posto de lado, temos acesso à totalidade da memória. Quando as portas da percepção forem purificadas, você começará a enxergar o mundo invisível: o mundo do Mago.

Existe dentro de você um manancial de vida onde você pode purificar-se e transformar-se.Purificar-se consiste em livrar-se das toxinas da sua vida: emoções tóxicas, pensamentos tóxicos e relacionamentos tóxicos. Todos os corpos vivos, físicos e sutis, são feixes de energia que podem ser diretamente percebidos.

O Mago vive num estado de conhecimento. Esse conhecimento dirige sua própria realização. O campo da consciência se organiza ao redor das nossas intenções. O conhecimento e a intenção são forças. O que você pretende muda o campo ao seu favor. As intenções comprimidas em palavras envolvem o poder mágico.

O Mago não tenta solucionar o mistério da vida. Ele está aqui para vivê-lo.

Todos possuímos um eu-sombra que é a parte da nossa realidade total. A sombra não está presente para magoá-lo e sim para mostrar-lhe onde você está incompleto. Quando a sombra é abraçada, ela pode ser curada. Quando ela é curada, ela se transforma em amor.Quando você puder viver com todas as suas qualidades opostas, você estará vivendo seu eu total como o Mago.

O Mago é o mestre da alquimia. A alquimia é a transformação. É através da alquimia que você começa a busca da perfeição. Você é o mundo. Quando você se transforma, o mundo em que você vive também será transformado.

As metas da busca – o heroísmo, a esperança, a graça e o amor – são a herança do intemporal.

Para invocar a ajuda do Mago, você precisa ser forte na verdade, sem ser teimoso no julgamento.

A sabedoria está viva e é, portanto, sempre imprevisível. A ordem é outra face do caos, o caos é outra face da ordem. A incerteza que você sente interiormente é a porta de entrada para a sabedoria. A insegurança sempre estará com o que busca: ele continua a tropeçar, mas nunca tomba.

A ordem humana é feita de regras. A ordem do Mago não tem regras: ela flui com a natureza da vida.

A realidade da sua experiência é uma imagem especular das suas expectativas. Se você projetar as mesmas imagens todos os dias, sua realidade será a mesma todos os dias. Quando a atenção é perfeita, ela cria ordem e clareza a partir do caos e da confusão.

Os Magos não lamentam a perda, porque a única coisa que pode ser perdida é o irreal.Mesmo que você perca tudo, o real permanecerá. No cascalho da devastação e do desastre estão enterrados tesouros ocultos. Quando você examinar as cinzas, examine bem!

Na medida em que você conhece o amor, você se torna o amor. O amor é mais do que uma emoção. Ele é uma força da natureza e, portanto, tem que conter a verdade. Quando você pronuncia a palavra amor, você pode captar o sentimento, mas a essência não pode ser proferida. O amor mais puro situa-se onde é menos esperado: no desapego.

Além de andar, sonhar e dormir, existem infinitas esferas de consciência. O Mago existe simultaneamente em todas as épocas. O Mago enxerga infinitas versões de cada evento.As linhas retas do tempo são na verdade fios de uma teia que se estende em direção ao infinito.

Os buscadores nunca se perdem, porque o espírito está sempre acenando para eles. Os buscadores recebem continuamente pistas do mundo do espírito. As pessoas comuns chamam essas pistas de coincidências. Não existem coincidências para o Mago. Cada evento existe para expor outra camada da alma.

O espírito deseja conhecê-lo. Para aceitar esse convite, você precisa deixar cair suas defesas. Comece a procurar em seu coração. A gruta do coração é o lar da verdade.

A imortalidade pode ser vivida em meio à mortalidade. O tempo e o intemporal não são opostos. Por abarcar tudo, o intemporal não tem opostos.

No nível do ego, nos esforçamos para resolver nossos problemas. O espírito percebe que o problema é o esforço. O Mago tem consciência da batalha entre o ego e o espírito, mas compreende que ambos são imortais e não podem morrer. Cada aspecto seu é imortal, até mesmo as partes que você julga com mais severidade.

Os Magos jamais condenam o desejo. Foi seguindo seus desejos que eles se tornaram Magos. Todo desejo é criado por algum desejo passado. A cadeia do desejo nunca acaba. Ela é a própria vida. Não considere nenhum desejo inútil ou errado: um dia cada um deles será realizado. Os desejos são sementes que esperam o momento propício para germinar. A partir de uma única semente de desejo, florestas inteiras se desenvolvem. Acalente cada desejo do seu coração, por mais trivial que ele possa parecer. Um dia esses desejos triviais o conduzirão a Deus.

O maior bem que você pode fazer ao mundo é tornar-se um Mago!

Texto retirado do livro O CAMINHO DO MAGO – Deepak Chopra

O PODER DOS CRISTAIS

 

imagem-iquilibrio

Os cristais, desde as culturas antigas do mundo, eram usados para curar e equilibrar o ser humano. Na cultura antiga da Índia, Grécia e Egito, os cristais eram usados para energizar remédios e auxiliar na medicina, trazendo a cura para muitas pessoas. Os cristais são poderosas ferramentas que trazem o equilíbrio natural para as partes: físicas, psicológicas e espirituais. Eles representam o poder da natureza superior. Os cristais podem ser usados em conjunto com outras terapias, tendo uma afinidade especial com a terapia de cores.

A energia que sai dos cristais, é uma composição dos elementos da natureza e dos raios vibracionais. Transmitem uma espécie de raio que é absorvido pelo corpo físico. Esses raios absorvidos pelo corpo, desbloqueiam e alinham os chakras, que são os sete centros de energia que todos nós possuímos.

Os cristais podem ser usados nas práticas de meditações e visualizações. Eles trazem energia vibracional de alta freqüência, amplificado e focalizado nas energias naturais do corpo e da mente.

Cada cristal tem uma função específica, de acordo com seu tamanho e coloração. Os cristais grandes, como por exemplo a Drusa por ser um quartzo de várias pontas, é excelente para as limpezas dos ambientes.

Os cristais mais comuns, são os cristais de quartzo (transparente), por sua maneira fácil de usar e alinhar os chakras. Os cristais coloridos são usados em cima de cada um dos chakras, a fim de atingir problemas específicos, como por  exemplo uma dor de cabeça. Não é aconselhável para os iniciantes em cristais, começar com os cristais coloridos. O seu uso incorreto poderá não trazer os resultados esperados.

O PRIMEIRO CRISTAL

É aconselhável para as pessoas que desejam obter um cristal, escolher um simples, como o quartzo (transparente). Segure o cristal em suas mãos e procure sentir a vibração que eles emitem. Se sentir uma mudança de temperatura nas mãos ou uma espécie de formigamento, este será o cristal ideal para você.

Após a compra do cristal escolhido, ele deverá passar por um processo especial de limpeza e energização. É importante saber que quando um cristal entra em contato com o corpo físico, ele absorve muitas energias negativas, precisando ser limpos e energizados antes de usar.

A limpeza em um cristal, faz com que todas as energias por ele absorvida sejam descarregadas. A energização devolve as energias ao cristal, desta maneira, estando pronto para usá-lo novamente.

Todo cristal utilizado em terapias e tratamentos de cura devem ser guardados envoltos em tecido preto a fim de não absorver energias desnecessárias do ambiente.

Por: Cibele Santos  –  Nutricionista, Tarologa e Xamanista

https://www.facebook.com/cibele.stos