O QUE É SER VEGANO

Imagem

Veganismo é uma opção de vida de pessoas que por razões éticas (relacionadas ao respeito aos direitos animais) prescindem do uso de qualquer produto de origem animal na sua vida cotidiana.

Simplificando: Um vegano é uma pessoa que não apenas diz que ama os animais.

O que um vegano não faz:

* Um vegano não come nenhum produto de origem animal. Sim, isso inclui frango, peixe, leite, ovos, gelatina, cochonilha (Você sabia que usam esses insetos na sua comida?)…
* Um vegano não usa roupas feitas com couro, peles, lã, seda…
* Um vegano busca boicotar empresas que façam testes com animais.
* Um vegano não vai a circos, zoológico, touradas, rodeios ou qualquer forma de entretenimento que utilize animais.
* Um vegano não compra animais de estimação, afinal, amigos não se compram.

O que um vegano não é:

* Como os direitos animais são uma evolução dos direitos humanos, um vegano não é racista, machista, xenófobo ou homofóbico.
* Um vegano não é um hippie natureba.
* Um vegano não é um neurótico por saúde que fica contando calorias. Veganos não estão “de dieta”.
* Um vegano não é uma pessoa desequilibrada que busca utlizar os animais por ter péssimas relações com outros humanos.

Mas afinal o que os veganos são?

* Os veganos são advogados, médicos, filósofos, antropólogos, biólogos, físicos, engenheiros, designers, estudantes, desempregados, empresários…
* Os veganos são pessoas pacíficas, pois defendem os Direitos Humanos, assim como os Direitos Animais.
* Os veganos podem ter qualquer religião, qualquer credo, qualquer orientação sexual, qualquer estilo.
* Os veganos, assim como você, são pessoas muito preocupadas com o aquecimento global, com a violência, com a pobreza, com a falta de empregos e com as crianças de rua.

E o que eles podem fazer?

* Veganos podem comer todos os alimentos de origem vegetal – cereais, frutas, legumes e verduras – e cogumelos.
* Veganos podem comer fast-food, tomar refrí, comprar alimentos industrializados ou mesmo transgênicos. Mas, é claro, veganos adoram discutir essas questões e sempre têm uma opinião formada.
* Veganos podem beber! Ah, a não ser aquela tequila com vermes.
* Veganos podem fazer sexo. (E com uma vantagem: a super dieta afrodisíaca vegana).
* Veganos podem ir ao cinema, ao teatro, a parques, museus…
* Veganos podem adotar animais, devem esterilizá-los e dar a eles muito amor e proteção.

Por que devo ser vegano?

A decisão de se tornar vegano não precisa ocorrer da noite para o dia (é ótimo quando ocorre): ela pode começar com uma possibilidade, ir amadurecendo e enfim se concretizar.

Se quero assumir uma postura de respeito aos animais, não há outro caminho. Assim, a decisão de se tornar vegano começa com uma tomada de consciência: é moralmente errado explorar os animais (independentemente de se com ou sem dor).

Tornamo-nos veganos quando nos damos conta de que é errado pensar e agir como se os animais fossem nossa propriedade. Onde se legitimaria esse pressuposto de que animais são produtos a nosso dispor?

Devo ser vegano se entender que é uma obrigação moral não usar os animais, sendo assim o veganismo a única opção ética de quem se deu conta de que os animais não nos pertencem.

Uma pequena introdução aos Direitos Animais:

* Animais não-humanos também sentem dor, possuindo todos os mecanismos biológicos para tanto e a expressam de forma muito clara.
* Animais não-humanos sentem stress da mesma forma que nós quando privados de sua liberdade, e em geral, animais em seu meio ambiente necessitam de grandes espaços para se locomover, caçar, voar, nadar, montar tocas e criar suas famílias.
* Animais não-humanos também gostam de conforto.
* Grande parte dos animais não-humanos também possuem famílias, e muitos dão tanto valor à estas quanto nós. A privação decorrente da separação de mães e filhos é extremamente dolorosa para eles.
* Animais também gostam de trabalhar e são extremamente engenhosos, basta ver o joão-de-barro, as formigas e o incrível trabalho do castor.
* Animais também gostam de se comunicar. Apesar de não compreendermos, a comunicação não é feita apenas pela linguagem humana. Golfinhos são capazes de dar nomes à seus semelhantes.
* Animais também gostam de pensar e de jogar. Para os animais carnívoros, a caça é um jogo que os une. Porcos são capazes de operar joysticks. Gorilas e chimpanzes são capazes de se comunicar via linguagem de sinais.
* Animais também dão valor às suas vidas e são capazes de sofrer e lutar muito para mantê-las.
* Animais também são capazes de amar.

Fonte:
http://www.gaepoa.org/site/index.php?m=Materia&id=6
http://www.gaepoa.org/site/index.php?m=Materia&id=7
http://www.poramoraosanimais.blog.terra.com.br

7 HÁBITOS QUE VOCÊ PRECISA ABANDONAR SE QUISER REALIZAR SEUS SONHOS

Imagem

Hoje vamos refletir sobre outros obstáculos que nos afastam de nosso potencial, de vivermos uma vida realmente plena, onde transformaríamos nossos planos em ação e apostaríamos em nossos sonhos mais preciosos.

Veja quais deles têm atravancado seu caminho:

1. Medo do julgamento
A eterna pergunta “o que os outros vão pensar?” ainda prevalece no topo dos bloqueios. A preocupação com essa imagem idealizada nos impede até de descobrir quem somos e o que queremos de verdade.

2. E se não der certo?
Filho do medo do julgamento, o medo de errar também paralisa. Porém o mais curioso nisso é que esse medo nos cega para o seguinte fato: se não estivermos em nosso verdadeiro caminho, as coisas já estão erradas. É ou não é?

3. Procrastinação
Quando eu tiver mais dinheiro, mais tempo, quando as crianças crescerem, quando eu me aposentar… A lista é grande e esse amanhã nunca chega!

4. Perfeccionismo
Muita gente acha que o procrastinador é um “desleixado”, entretanto, na maioria das vezes, ele é mesmo um perfeccionista. Se não for perfeito, nem faço, não tento, não arrisco. E tudo vai ficando sempre para depois, um tempo imaginário onde só há perfeição.

5. Falta de presença
Não se ouvir, não saber ficar na própria companhia, não se permitir o silêncio externo para se conectar consigo é um dos principais obstáculos dessa lista. Como saber o que me apaixona? Como escolher o meu caminho? Como assumir a responsabilidade sobre minha vida, se nem estou presente?

6. Vitimização
Ver-se como vítima da própria história, das pessoas e do mundo não ajuda em nada. De verdade. Esse é um ciclo que aprisiona. Quem entra nele, mantém a crença de que só vai ser reconhecido e respeitado por suas feridas e cicatrizes. Como se permitir ser feliz alimentando um pensamento assim?

7. Dependência
Num misto entre querer a aprovação do outro e não se sentir capaz sozinho, quem cai nesse padrão não assume a própria vida. Quem alimenta a dependência teme descobrir a si mesmo e ter de arcar com as próprias escolhas.

Por: Juliana Garcia – Coach, Facilitadora Visual, Escritora e Empreendedora Criativa

Site: http://julianaggarcia.com.br/

8 MOTIVOS PARA CONSUMIR AÇAÍ AINDA HOJE

Imagem

Açaí: planta medicinal com efeito antioxidante, vasodilatador, antiinflamatório, tônico, energético, entre outros. Seu uso interno é indicado principalmente na prevenção de doenças cardíacas e derrames. Também é utilizado externamente, geralmente  em produtos cosméticos.

Efeitos – propriedades
A ação principal do açaí é de antioxidante, devido principalmente à presença das antocianinas. Este efeito antioxidante é responsável pela ação anti-inflamatória e da melhora do perfil lipídico (aumentar o colesterol bom e diminuir o ruim).

Outros efeitos do açaí são: saciedade, , fortalece o sistema imunológico, tônico natural, vasodilatador, reposição energética e fonte de ferro.

Apesar de agir diminuir a resistência insulínica, existem dúvidas sobre se a planta auxilia ou não no tratamento de diabetes, devido à alta quantidade de glicose presente em sua composição. Desta forma, ainda não existe um consenso sobre estes efeitos e uma possível indicação.

8 Motivos para você consumir açaí ainda hoje! 

 

1. AÇAI O FRUTO REJUVENESCEDOR

Fruto rejuvenescedor, capaz de retardar o envelhecimento por sua alta dose de antioxidantes. O açai contém antioxidantes, conjunto heterogêneo de substancias composto por vitaminas, minerais, pigmentos e enzimas que combatem radicais livres. Em estudo realizado pela Universidade da Flórida, pesquisadores mostram que o açai tem a capacidade de combater células cancerígenas em até 86% de eficácia. O consumo regular do açai pode reduzir drasticamente doenças cancerígenas e entre outras causadas por radicais livres.

2. AÇAI COMO ACELERADOR MUSCULAR

O fruto do açai possui alto teor de proteínas. As proteínas têm como uma de suas funções a formação de aminoácidos, o principal construtor muscular. Outra importante função das proteínas é a contribuição para a produção de anticorpos (células de defesa do organismo), fortalecendo o sistema imunológico e aumentando a capacidade de combater infecções.

3. AÇAI REDUTOR DE COLESTEROL

Em estudo realizado pela Universidade Federal do Pará, pesquisadores apontam abaixo colesterol em pessoas com consumo regular de açai, comparadas a não consumidores. A diminuição do mau colesterol deve-se ao corante do açaí, a antocianina, também presente em uvas e alimentos com a coloração roxa. Mas para se ter uma idéia, um litro de açaí tem até 35 vezes mais antocianina do que um litro de vinho tinto.

4. AÇAI = A CÁLCIO = A OSSOS FORTES

O açai possui alta concentração de cálcio, essencial para formação dos ossos e dentes, portanto muito recomendado para crianças. Para os adultos a quantidade diária recomendada ajuda a prevenir doenças como a osteoporose e a hipertensão.

5. AÇAI FONTE DE ENERGIA PARA ATLETAS

Muito consumido por atletas, o açai contém alta concentração de carboidratos, essenciais para pratica de qualquer esporte. Aliado ao aminoácido o açai tem a função de regeneração muscular, ideal para manter o condicionamento físico apôs a atividade.

6. AÇAI COM OU SEM AÇÚCAR

Para residentes de São Paulo, Rio de Janeiro e Minas Gerais entre outros estados, o açai é naturalmente consumido com xarope de guaraná, forma doce de saborear suco de açai,creme de açai, sorvetes e entre outros cardápios populares. Não deixe de ler também:10 Fantásticas receitas de creme de açai a conhecer, onde receitas doces poderão incrementar seu consumo. Já popular em Regiões nativas do açai, ele é pode ser tradicionalmente consumido em pratos típicos, como em peixe, farinha e entre outros pratos salgados.

7. O AÇAI É AFRODISÍACO

Nativos da região Amazônica garantem que o açai pode e deve ser usado como afrodisíaco. Pesquisa já realizada, receita o açai para casais com dificuldades em engravidar, bem como homens com problemas de impotência. Para homens nada melhor que regularmente consumir um copo ou tigela de açai, para manter em dia seu apetite sexual.

8. EVITE CÂIMBRAS, COMA AÇAI

Com alta concentração de potássio, o açai pode ser fundamental ao combate a câimbras. Em conjunto com boa ingestão de líquidos durante a atividade física, este alimento energético pode reduzir por completo, as dolorosas câimbras causadas por desidratação.

Fonte: Sua Saúde

SIMPLICIDADE COMO SOFISTICAÇÃO

Imagem

 

“Parece que nascemos apenas para consumir e consumir e, quando não podemos, nos enchemos de frustração, pobreza e até autoexclusão.” As palavras pinçadas do discurso feito há pouco mais de um mês pelo presidente uruguaio José Mujica na 68.º Assembleia Geral da ONU, em Nova York, caracterizam, sem querer, um estilo de vida “do contra”.  Seja por ideologia política ou até mesmo para simplificar a vida, há pessoas  que passam longe de shopping centers, consertam o que estraga em vez de substituir por um novo e só compram o que precisam.

 

Estilo de vida é para quem pode

Quem opta por ser menos consumista não faz voto de pobreza, muito menos poderia fazer escolha sendo pobre. Essa é a opinião do filósofo Jelson Oliveira, autor de “Simplicidade” – livro final de uma trilogia sobre valores publicada pela Editora Champagnat. O professor da PUCPR avalia que comprar menos, por exemplo, só faz sentido para as classes sociais que podem fazer escolhas.

“O problema é o excesso. Pobreza é não ter condições básicas para sobreviver. Já ser simples é usar de forma mais saudável o que é preciso para sobreviver”, argumenta. Essa versão brasileira do anticonsumismo ainda aparece pouco, em movimento como o freeganismo. Comum na Europa e nos EUA, a ideologia é adotada por ativistas contrários ao desperdício de alimentos considerado típico do capitalismo – o objetivo, então, é viver do que vai para o lixo, por exemplo.

Um fator que alavanca as iniciativas anticonsumo, lembra Oliveira, é a preocupação com a preservação do meio ambiente. Para o economista do IBRE/FGV Aloísio Campelo, é injusto hoje exigir das classes mais baixas participação no consumo de produtos verdes, por exemplo. “Os países com mais renda em geral têm mais escolaridade e mostram preocupação com os alimentos que consomem. Para quem está no dia a dia, correndo atrás de renda, o verde é caro. Enquanto não for para todos, acaba sendo uma escolha de quem tem poder aquisitivo para isso”.

 

Dicas

 

Saiba como começar a reduzir o consumo no dia a dia:

• Esqueça o conceito de “casa ideal”, adapte onde você vive a você. Exemplo: se não faz bolos, não precisa de batedeira; se não se importa em esquentar comida no fogão, não há necessidade de micro-ondas.

• Compre o que tem certeza de que usará muito. Se um dia precisar de algo incomum, você pode pedir emprestado ou alugar.

• Se não pretende viajar para o exterior tão cedo, talvez não precise ter cartão de crédito. Hoje, boletos bancários são aceitos até por lojas virtuais internacionais.

• Reflita sempre: se tivesse que se mudar agora, quanto tempo passaria encaixotando coisas? Se a resposta é ‘uma semana’, pode ser a hora de se desfazer do que é inútil.

• Busque consertar ao invés de comprar um novo. Informe-se antes de comprar eletros, carros e eletrônicos.

• A publicidade voltada a crianças é uma das mais agressivas que existem. Para deixar seu filho menos vulnerável a ela, apresente a ele o prazer de doar e trocar brinquedos. O ideal é mostrar que a convivência importa mais do que posses.

 

Fonte: Gazeta do Povo

EXERCÍCIOS MENTAIS CONTRIBUEM PARA MANTER O FOCO

Imagem

É possível pensar que a concentração seja uma forma intensa de atenção. Embora a capacidade de se manter atento a algo varie de pessoa para pessoa, como a absoluta maioria das habilidades também essa pode ser treinada e fortalecida. O importante é incorporar os exercícios ao cotidiano, ainda que sejam dedicados a eles apenas alguns minutos por dia, principalmente no início. Aos poucos, o tempo dedicado à atividade pode ser ampliado. A seguir, algumas sugestões de exercícios simples que ajudam a ampliar a concentração.

DE OLHO NO HORIZONTE
De pé, em posição ereta, com os braços ao longo do tronco, sinta o peso do seu corpo e olhe para um ponto fixo à sua frente. Desloque o peso do corpo para o pé esquerdo e flexione o joelho direito elevando-o lentamente enquanto inspira profundamente. Delicadamente, segure o joelho com as duas mãos por alguns segundos e mantenha a coluna naturalmente ereta. Faça cinco respirações profundas. Abaixe a perna enquanto solta o ar. Repita o procedimento levantando a outra perna. Ao terminar, pense que uma linha imaginária passa pela sua coluna e vai até o topo de sua cabeça, mantendo-o equilibrado em todos os seus movimentos.

OLHOS ABERTOS, OLHOS FECHADOS
Esse exercício é feito em duas etapas. Primeiro, escolha um objeto qualquer, como um lápis, por exemplo. Coloque-o na sua frente. Olhe firmemente e concentre a sua atenção nele. Deixe que o objeto ocupe todo o espaço mental durante o tempo que for possível. Aumente gradualmente o tempo da duração do exercício. Na segunda fase, feche os olhos e visualize em sua mente o mesmo objeto. Concentre-se nesta imagem virtual, atendo-se a todos os detalhes, pensando apenas nessa tarefa. Caso se distraia, recomece a imaginar o objeto e aumente progressivamente a duração do exercício. Com a prática, verá que fica cada vez mais fácil manter-se focado.

TIQUE-TAQUE
Escolha um ambiente silencioso, sente-se em posição confortável. Pegue um relógio que faça barulho e coloque-o a trabalhar. Concentre sua atenção no ritmo e deixe que o som ocupe todo o seu espaço mental. Se alguns pensamentos passarem por sua mente, não se apegue a eles, deixe-os passar e retome a concentração.

MENSAGEM DO BEM
Sente-se de maneira confortável, com a coluna reta e escolha uma palavra ou frase positiva (por exemplo, “eu me sinto bem”, “sou grato pelo que tenho em minha vida” ou “sou capaz de aprender”. Repita-a várias vezes, primeiro de olhos abertos, depois de olhos fechados. Deixe que o som das palavras ocupe sua mente, até que sinta como se o som não viesse de sua boca, mas tomas-se conta de todo o ambiente. Pense nas palavras escritas recobrindo objetos e as paredes ao seu redor, como se você se estivesse ouvindo um disco uma ou mais vezes. De forma progressiva, aumente a duração do exercício.

A CHAMA DA VELA
Como essa prática é mais longa, com duração de aproximadamente 15 minutos, convém ler as orientações a seguir até se familiarizar com elas, para que não precise se ater ao texto durante sua realização. Ao criar uma imagem mental de uma chama, o fluxo de pensamentos que causam distração tende a ficar mais lento e você poderá atingir uma sensação de bem-estar, com mais consciência de seu corpo.
– Acomode-se num lugar calmo e confortável. Acenda uma vela e coloque-a a cerca de um me-tro à sua frente. Sente-se com as pernas cruzadas no chão, sobre uma almofada ou, se pre-ferir, numa cadeira, mantendo as costas retas contra o encosto e as pernas separadas. Feche os olhos e tome consciência de cada uma das partes do seu corpo, relaxando uma de cada vez. Respire calma e profundamente, enquanto percorre mentalmente todo o seu corpo.
– Mantenha-se nessa posição, com os olhos fechados. Conscientize-se do ritmo de sua respiração, que ficará cada vez mais regular. Abra os olhos e foque na chama da vela. Se os seus pensamentos tentarem “fugir”, traga-os lentamente de volta à chama. Relaxe os músculos faciais e mais uma vez feche os olhos. Inspire e expire profundamente, prestando atenção a esse movimento, sentindo o abdômen subir e descer. Leve o tempo que for necessário até sentir-se relaxado, como se estivesse sendo embalado por ondas produzidas pela respiração. Pense que está calmo e tranquilo.
– Visualize a imagem da chama na sua mente. Permaneça focado em seus movimentos intermináveis. Isso ocupa a totalidade da sua mente. É como se você estivesse hipnotizado pela dança e cores da chama. Quando um pensamento tomar conta de sua mente, deixe-o ser consumido pelo fogo. Aproxime um pouco mais o rosto da chama e sinta seu calor, sempre de forma relaxada. Após algum tempo comece a mover seus músculos e membros lentamente e alongue-se devagar, antes de se levantar.

Via: Mente e Cérebro

AYURVEDA – O ESPÍRITO DA NOVA ERA

Imagem

O que é Ayurveda?

Ayurveda é uma ciência médica da Índia, originada há mais de 5000 anos. A fonte escrita deste conhecimento são livros muito antigos, conhecidos como os Vedas. Os Vedas contêm informações científica e prática em uma ampla variedade de questões, incluindo filosofia, lógica, engenharia, agricultura, economia e política, entre outros assuntos. Estas áreas são fascinantes, mas há um destes livros que explora apenas um dos ramos do conhecimento védico – o da saúde, a Ayurveda.

O conhecimento védico baseia-se no princípio do equilíbrio natural dentro do corpo e a harmonia com o meio ambiente. As pessoas são vistas como parte integrante do seu habitat – não como uma entidade separada do mundo natural. Obter e manter o equilíbrio do corpo e da mente, e com o ambiente externo, é um dos objetivos deste conhecimento. Viver em harmonia com a natureza e de acordo com princípios naturais garante saúde física e paz de espírito.

Então, podemos afirmar que este conhecimento é o segredo da sabedoria antiga e só está disponível para poucas pessoas? Ou são princípios difíceis de compreender e difíceis de aplicar? Você será surpreendido ao saber que este conhecimento é facilmente aprendido por qualquer pessoa e pode ser adaptado em sua vida a partir de hoje. Ele não requer nenhum equipamento extravagante ou conhecimento especializado, e não custa mais (e provavelmente menos) do que aquilo que você já gasta em suas compras. A Manutenção da saúde é baseada em nada mais complexo do que o entendimento das características de seu corpo e as qualidades dos alimentos que ingerimos. Muitos remédios para doenças comuns podem ser simples e rapidamente preparados em sua própria cozinha com ervas amplamente disponíveis.

O manual de instruções para a vida natural dos seres humanos é chamado de Ayurveda, que é apresentado aqui em uma forma simplificada. Entender essa filosofia de vida permite que você se torne seu próprio “curador”. Você aprende sobre o seu corpo, como ele funciona e como tratá-lo através de dieta e remédios naturais. Na verdade, você também se torna seu próprio nutricionista, personal trainer, psicólogo e esteticista! Ayurveda é um sistema unificado que engloba todos esses aspectos. O melhor de tudo é que ela envolve apenas a adaptação da sua dieta e estilo de vida.